Pular para o conteúdo principal

Postagem recente.

Quem poderá parar o homem arrogante.

O homem é presunçoso, mas não aceita; o quanto a vida é frágil.Naturalmente o homem se considera imbatível e presunçoso, nada, ninguém o poderá detê-lo; pensa no seu íntimo o insensato. Mas infelizmente é o pensar falacioso e perigoso, que há entre todos os humanos; particularmente os detentores do poder político, econômico e da fama social. Essa premissa falsa do posso tudo, se mantém durante toda a existência, até que em determinado período e imprevisível, o tempo, mostra a própria realidade da vida, e de maneira realista, e com episódios fidedignos, que comprovam a fraqueza humana.

O homem contemporâneo necessita de um GPS pensante.


Na atualidade o homem precisa de orientações certas para chegar a metas certas.
A imagem de fundo amarelo e caracteres em azul diz:GPS.
A imagem de fundo amarelo e caracteres em azul diz:GPS.
O homem contemporâneo  necessita de um GPS pensante que faça trajeto para levar a paz social entre a humanidade. A geração desse século está deixando suas marcas para as próximas gerações repleto de muitos arquétipos, impressões e mensagens confusas e conturbadas para serem decifradas futuramente.  
Contudo, existem muitos exemplos que são positivos extraordinariamente importantes, mas outros são infelizmente profundamente negativas e tristes.
Pode-se ler e constatar nas entrelinhas da história legados, invenções   e muitas mensagens de socorro para se formar líderes mais humanos que pensem em criar uma nova sociedade apaziguada para os humanos. Que estes novos líderes tenham a capacidade para   orientar a humanidade para navegar em segurança, como faz o GPS numa certa rota, pois é uma das admiráveis invenções do homem.
Diante de toda tecnologia o homem anda sem direção, existencial certa.
Preste bem atenção e perceba que a humanidade está caminhando sem direção, sem bússola sem saber para onde ir, navegando sem norte. É um contínuo vai e vem sem chegar a lugar nenhum, está navegando como um GPS (sistema de navegação por satélite) desatualizado e robotizado gerador de rotas confusas. Ele não leva a nada e nem pode  responder com veracidade os inquéritos sobre, as inquietudes, às insatisfações, as angústias existências próprias do homem contemporâneo.

Nesta confusão de encontro e desencontros existem grandes turbilhões de acontecimentos e informações desencontradas. Geradas pelos líderes políticos ou religiosos, cada qual querendo impor seus conhecimentos, suas ideologias, suas doutrinas como se fossem verdades absolutas. Realmente está faltando um GPS (ser humano) pensante, para fazer os humanos andarem em uma rota segura para algum lugar seguro que pare numa rótula de convergência. Isto é, uma nova sociedade despida de cizânias, intolerância, preconceito, ódio e violência.

Onde possam existir a tolerâncias, consonâncias de ideias e, sobretudo visando à construção da paz, do respeito, e da valorização da vida. Uma nova mentalidade em que a vida humana esteja acima de qualquer outro componente, seja intelectual ou material, política manchadas de corrupções e radicalismos, ou religiões geradoras alienações, fanatismos, extremismos e violências.

As intransigências sociais provocam explosões ideológicas negativas.
O planeta Terra está em constantes ebulições sociais prestes as explosões e estragos de grandes proporções entre as nações   resultado das intransigências ideológicas política e religiosa. Todos os dias podem-se ler as manchetes em letras garrafais da mídia, notícias de micro e grandes explosões, confusões que comovem todas as pessoas do mundo.
Atualmente cada líder seja político ou religioso tem a arrogância de querer impor às multidões sua verdade como se fosse a única correta e geralmente é a mais errada. Eles começam de mansinho trazendo suas regras que vem dentro das suas “caixas pretas” repletas de doutrinas, ideologias cegas. Todos eles de maneira ditatorial apregoam suas ideias. Julgam-se terem a certeza de que estão corretos, os demais estão errados. Diante desta confusão nascem os extremismos desembocando-se nas vias sem saídas germinadoras de grandes conflitos geralmente sangrentos.

Na contemporaneidade os humanos andam buscando atalhos, estradas seguras através de GPS desatualizados da realidade histórica, social e antropológica. Por isso, geram confusões sem chegar a nenhum lugar que seja seguro, na pior da hipótese são levados a precipícios sem volta. Tudo em busca da verdade.   Mas afinal o que é a verdade? Será que conheceremos a verdade? Até agora não existe consenso entre os próprios filósofos e permanecem no embate sobre o que é a verdade? Como pode alguém se considerar dono da verdade!  Certamente quem pensar deste modo, está usando um navegador desatualizado e sem rumo. A confusão de rotas principia quando muitos pensam que sabem a verdade absoluta e começam a impor aos outros de maneira autoritária uma verdade que não é verdade, mas fanatismo.
A humanidade precisa de pensadores humildes para as conduzir com sabedoria.

Portanto, o GPS que a geração contemporânea necessita deve ser realmente um ser pensante, sábio e humilde. Não aqueles dos satélites que são teleguiados e alimentados com relógios atômicos para dar a posição exata do globo. Comandados por homens que estão vazios de esperança, repletos de arrogância, que geralmente estão a procurarem motivações motivação existenciais.  Muitos ainda não perceberam que utilizam estas invenções excelentes para outros objetivos específicos e não para encontrar uma rota para posicionar pericialmente o exato sentido da vida.   

Estes satélites percorrem o planeta Terra, duas   vezes ao dia, traçando direções para os humanos andarem em vias públicas ou a serviço dos governos para bisbilhotarem a vida particular das pessoas. Já mais poderemos ser ingênuos, eles têm grandes utilidades pragmáticas para a humanidade. Todavia o homem de hoje está carente de um GPS pensante arquiteto da paz.  

Àqueles sistemas guiados por satélites estão a serviços militares dos governos para guiar com precisão armas destruidoras de alvos humanos. Este modelo de GPS não serve para a construção da paz, pelo contrário, instiga a até mesmo a violência, a guerra, o domínio de uma nação sobre a outra. O homem contemporâneo está carente de um GPS para traçar os caminhos que os levem a solidariedade, o respeito, à preservação da privacidade e chegar ao fim do trajeto, possa se construir uma congruência para a unidade geradora da paz social mundial.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc.
As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentaram a sua real importância quando elas morrem. Os filhos deveriam observar e valorizar as qualidades da mãe.
Neste simples abc da mãe todos os filhos deveriam sempre observar as qualidades da sua mãe e a valorizar eternamente. Toda…

Você já rotulou alguém de burro?

É uma atitude preconceituosa para ferir o sentimento de outrem e ruim para o convívio social.Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas têm uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.

Candeeiro ou lamparina antiga, mas muito usado no Brasil.

O candeeiro fez parte da vida do povo nos tempos remotos e na atualidade. Candeeiro é a lamparina, artefato antiquíssimo composta sobre duas partes simples. A sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.
Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.