Pular para o conteúdo principal

Em 2017, quem receber menos, paga mais e quem ganhar mais, paga menos imposto de renda.

O Imposto de Renda 2017, é uma legitima tirania do governo federal sobre a nação brasileira. Todos carregam sobre os ombros este pesado tributo de maneira desigual. Tudo para arcar com a luxúria do governo e todos os políticos sem escrúpulos.
A imagem diz: a tirania do imposto de renda.
O Imposto de Renda 2017, é uma legitima tirania do governo federal sobre a nação brasileira. Todos carregam sobre os ombros este pesado tributo de maneira desigual. Tudo para arcar com a luxúria do governo e todos os políticos sem escrúpulos. O retorno para o povo em políticas públicas para restituir em benefícios sociais é quase nulo. Esta disparidade do imposto de renda no Brasil é algo extremamente insuportável e injusta. Uma realidade que está longe de ser resolvida uma coisa é certa quem ganhar menos paga mais e honestamente a Receita Federal. Todos os tributos estabelecidos em lei. Agora quem receber mais paga menos impostos e ainda sonega impostos, são os donos das grandes fortunas. Esta é uma realidade cruel que está na hora de terminar no país da corrupção.


É uma grande injustiça tributária entre   os cidadãos, pessoas físicas moradoras no país que receberam em todo o ano de 2016. Este ínfimo valor ou superior a R$ 28.559,70; (Vinte e oito mil quinhentos e cinquenta e nove Reais e setenta centavos) todos pagarão imposto para o governo numa alíquota de 7,5%. A tabela continua a mesma desde 2015 sem alterações, mais um absurdo injusto que precisa ser corrigido urgentemente.
No site da Receita Federal está bem assim. Em 2017, é obrigada a declarar a pessoa física residente no Brasil que, em 2016, recebeu rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a R$ 28.559,70; recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 ou obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. (Fonte: Receita Federal
A expectativa do governo é de receber A 28,3 milhões de declarações em 2017.No entanto, em 2016 foram 27,9 milhões de contribuintes que fizeram suas delações ao faminto leão da receita federal.

Não importa a sigla partidária que esteja na administração federal, mas que é injusto sem sombra de dúvida é. Será que os afortunados pagam corretamente seus impostos? Na mesma honestidade que pagam os pobres? Ora! Quem recebeu o valor acima citado durante todo o ano de 2016, diante da crise econômica atual nesta época do ano está em situações de miserabilidade e vem ainda o governo retirar de quem não tem nada para engordar mais ainda seus cofres é uma vergonha nacional. Tudo para abastecer a corrupção neste país sob o suor do povo que trabalha honestamente para manter a luxuria dos políticos sem vergonhas e ladrões.

Quando esta realidade injusta vai ter fim? Nunca!   Compare a atual tabela de 2017 ainda é a mesma do ano base de 2015 nada mudou.  Mesmo não sendo tributarista percebo uma tremenda injustiça nestes percentuais cobrados atualmente pela Receita Federal. Corram o prazo final termina 28/04/2017 até as 23:59 quem não fazer a declaração terá grandes dores de cabeça e mais gastos para pagar as multas, juros e correções monetárias até acertar as contas com o Governo Federal. Não deixe para o último minuto pode ter problemas para   abrir o site da Receita Federal.

Aumento de salário não existe e mesmo assim os contribuintes miseráveis que se virem, deem um jeito, contraiam mais empréstimos nas financeiras e bancos agiotas oficiais, para prestar contas à Receita Federal. Por quer, quem não se programou não existe saídas a não ser se afundarem nestes empréstimos, abusivos com juros exorbitantes para saciar a fome do governo por dinheiro. E não ter problemas futuros com o fisco brasileiro. É revoltante você deixar de comprar comida, remédios, roupas, agasalhos para se proteger do frio para dar dinheiro para o Governo Federal, sem retorno nos setores sociais mais necessitados como educação, saúde, segurança e tantos outros.

Não sou contra ao pagamento de impostos pelo contrário como todos os brasileiros honestos fazemos   esforços monumentais para horarmos nossos compromissos como manda a lei do fisco nacional. Pois sabemos que a corda arrebenta primeiro para o lado mais fraco e a sanções são pesadas para quem não faz suas declarações de imposto de renda ao governo.
Todos devem sim prestar contas do seu patrimônio seja ele mínimo ou máximo. Agora, deveria haver equidade em relação ao imposto de renda e não existe. Esta tabela nunca é reajustada e com isso quem sai perdendo são os trabalhadores e os cidadãos em geral que recebem rendimentos ridículos neste país. Os ricos não pagam justo, isso quando não sonegam e depois levam anos para acertar as contas com o governo e muitos nem estão aí, isso é simplesmente revoltante.


Corram o prazo final termina 28/04/2017 até as 23:59 quem não fazer a declaração terá grandes dores de cabeça e mais gastos para pagar as multas, juros e correções monetárias até acertar as contas com o Governo Federal.
Cifão símbolo do dinheiro que pagamos ao governo para manter  a corrupção.

Portanto, esta situação de injustiça continua no imposto de renda brasileiro. Quem ganha mixaria paga mais imposto do que aqueles milionários ou até mesmo bilionários que sonegam e não tem represarias.
A minha sugestão é que está tabela das alíquotas tributáveis devam ser reajustadas urgentemente para aliviar quem recebe um ínfimo salário mensal e na soma anual se percebe quão é insignificante e mesmo assim tem que pagar para o governo.  É uma situação inversa o governo não paga um salário justo para os brasileiros e encontra partida todos são obrigados a pagar uma fatia para o governo maior que o aumento do salário mínimo nacional.  É injusto é e ninguém me convence ao contrário.


Sugiro que quando se for fazer uma reforma tributária que se aplique uma lei justa. Quem recebe durante todo o ano a soma de Cem mil Reais que fosse isento e somente acima deste valor que se aplicasse uma alíquota maior. Sendo assim, começaria a haver equidade tributária neste país. É uma utopia sugerir esta proposta, mas é para se pensar e começarem a fazer mudanças neste imposto de renda brasileiro injusto.

Comentários

  1. O pior é que somos relés assalariados e nos vemos na obrigação de pagar imposto de renda.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.