Pular para o conteúdo principal

O homem fisicamente perfeito e imperfeito psiquicamente.

http://www.analiseagora.com/
A imagem diz: o homem e quem é o homem?
O homem ser perfeito fisicamente, mas repleto de imperfeiçoes e complexidades do ponto de vista psíquico. Se apenas fossemos analisar o homem do ponto de vista físico e não examinar a parte da psique seria limitar a grandeza e a complexidade deste ente e jamais poderíamos compreender de fato quem é o homem?  Simplesmente poderíamos elaborar uma simplória descrição do ponto de vista leigo; o ente humano não passaria de um perfeito conjunto de células que trabalham em harmonia para a formação e alimentação dos seus próprios órgãos vitais. Todos os órgãos ao funcionarem sincronizados e primorosamente sem falhas, cada um exercendo perfeitamente suas funções complexas, sobretudo especifica; podem trabalhar por muitos anos vigorosamente.


Entretanto, sabemos que o homem não é somente e simplesmente constituído do componente físico é muito mais do que isto. Ele é uma máquina humana perfeita organizada por uma complexa estrutura: física, biológica e psíquica. Ser riquíssimo composto de: virtudes, defeitos e outras complexidades na área psicológica que também são vitais para os relacionamentos humanos.  Além dos valores: éticos, morais, religiosos, históricos, sociais, econômicos, artísticos, etc. Sintetizando o homem é uma vida absolutamente perfeita.  Cada ciência tem a incumbência de estudar de maneira pericial o homem e seus atributos. Todos em sua especialidade de conhecimentos científicos para juntos compreenderem melhor quem é o homem e suas mais diversas formas de comportamentos no meio social.

Portanto, podemos entender que naturalmente que o homem é composto em seu ser por duas estruturas: a física e a psíquica. No campo psíquico tem inúmeras formas de comportamentos a serem analisadas por especialistas. Comportamentos a ser pensados por todos e se possível chegar a uma compreensão do homem em suas atitudes tão estranhas e muitas vezes incompreensíveis. Entender o enigmático dos humanos é uma tarefe árdua diária entre os próprios humanos. Explicar como consegue agir de maneiras surpreendentes para cada circunstância. Entender por quer o homem trazendo a consciência a sua imperfeição psicologicamente e ao mesmo tempo saber que é perfeito fisicamente, são tarefas distintas, uma até fácil de explicação e outra extremamente encontrar uma plausível explicação.

O mais impressionante é que os humanos que são uns seres em sua estrutura psíquica extremamente frágil e imperfeita alguns querem ser: melhores, poderosos e resistentes do que os outros, sendo que todos são constituídos da mesma estrutura física e psíquica.
Como em sua composição psíquica são repletos de inúmeras emoções; sendo que algumas se acham na superioridade invencível, outros se veem totalmente fragilizados e muitos se definem como sendo ao extremo da nulidade. O homem é este extrema e incompreensível complexidade. Diante desta complexidade que é o homem podemos observar duas características comportamentais bem distintas que geram dois polos extremos entre os homens: aqueles que são radicalmente arrogantes e que vivem pelo veneno da arrogância massacrando os outros. Pensando o arrogante que pode tudo e parece que nunca passa na mente a ideia da finitude. O que vale simplesmente é o agora, onde pensa o ser presunçoso que tem o direito e o poder de: dominar, machucar, eliminar, puxar o tapete derrubar o oponente e dominar, para seguir adiante em suas ambições multíplices.

O outro extremo que podemos observar no ente humano são aqueles que vivem na humildade e na simplicidade de um caráter irrepreensível. Vivem em harmonia com os demais sempre procurando cultivar virtudes como: bondade, solidariedade, honestidade sem nunca pensar em derrubar seu semelhante para ser promovido em seu trabalho e principalmente nos negócios, este prospera em tudo que faz. Por que tudo é conquistado no seu curso natural da vida e sem atropelamentos. A serenidade de o seu agir correto determina um estilo de vida agradável a todos. O homem simples é feliz ele cria em seu meio a simpatia e consequentemente a liderança sem falcatruas, mas, sobretudo fundamentado na retidão de caráter em tudo que faz e administra seja das mínimas as grandiosas coisas ou algum cargo que assume e administra norteado pela seriedade e intensa simplicidade e sempre retilíneo no que faz sem deixar curvas para a desonestidade. Poderia discorrer sobre vários aspectos que habita o homem, mas ficaria extenso o texto.

Estes dois aspectos: a arrogância e a simplicidade nos dão uma dimensão do tamanho da complexidade humana, sobretudo uma clara ideia de quem de fato é o homem. 

Comentários

  1. Caro amigo Cicero Barros, admiro muito seu modo de ver as coisas com tantos deralhes e conseguir definir os carateres e assim separando cada qual com sua categoria
    A estrutura do ser humano gera um universo de conhecimentos tão imenso que nem quero pensar em conhecer nem a metade disso tudo
    Queria eu ter esta paciencia que tens para chegar a seu ponto de conhecimento mas como tenho outros conhecimentos prefiro ficar a observar e acompanhar seu raciocinio que pra mim ja fico satisfeito em ver tantos pontos de vista bem logicos e reais
    Quem sabe um dia eu possa ter paciencia de estudar e debater assuntos como este e assim trocarmos longos papos relacionados a estrutura fisica e psiquica do ser humano
    Por enquanto apenas faço meu humilde e bem simples comentário parabenizando-o pelo riquissimo texto que acabo de ler, grato pela atenção, abraços

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso, percebi pelo seu modo de escrever que você é professor, textos bem construídos e organizados,obrigada por me permitir conhecer um pouco do seu trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu é quem agradeço-te pela maravilhosa visita ao blog analiseagora e a sua valorização ao meu trabalho. Geralmente, quem é professor deixa transparecer nos textos espalhados na web. A própria disciplina de Filosofia nos permite a pensar, ler e ver a realidade de diversas formas. E assim também o que se escreve fica claro nas entrelinhas marcas do pensar filosófico. Volte sempre, pois a sua presença e seus comentários somente vem a enobrecer o meu trabalho. Beijos querida, em seu coração.

      Excluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.