Pular para o conteúdo principal

A água do Planeta Terra está escassa e os humanos continuam a poluir o pouco existente.

http://www.analiseagora.com/
A quantidade das águas salgadas e doces no Planeta Terra.
A escassez da água no mundo parece mesmo uma grande ironia da natureza para com os seres vivos entre eles os humanos, que não economizam e ainda poluem a água essencial para terem uma vida com qualidade neste mundo.
Coisas básicas que todos apendem na escola como os percentuais e a distribuição da água existente no Planeta Terra, permaneceram gravados na memória de muita gente, para aqueles prestaram bem atenção durante as aulas.  Naquela época escolar estes dados muitos alunos não consideravam tão importantes, apenas gostavam de rodar o globo terrestre e observar as cores azuis que a professora de geografia explicava zelosamente que eram as águas que cobriam a superfície terrestre   e apenas 29% do restante se constituíam de terra, era simplesmente deslumbrante estes valores. Ora! Sem muita noção da importância da água e sua insuficiência que já é existente em muitos países do mundo.
Somente para relembrar aqueles números parece não mudaram muito, mas muitos cientistas dizem que pode sim, e um dia poderá faltar água potável para todos os seres vivos dependentes deste líquido precioso.

Sempre aprendemos que a superfície terrestre é coberta com 71% de água. Porém deste total da quantidade de água em nosso planeta está distribuída na seguinte divisão: os oceanos e mares contém 97,4% das águas que são   totalmente salgadas e improprias para o consumo humano. As geleiras são quase inacessíveis detêm apenas 2, % das águas doces.  Os Rios, lagos e fontes subterrâneas tem uma parcela que corresponde a 1, % das águas potáveis. 

Analisando este último percentual é assustador pois a cada década certamente o consumo de água potável aumentará por que também o número de habitantes no mundo também cresce desproporcional ao percentual de água potável disponível ao consumo per capita mundial. Nesta situação existe um agravante a grande quantidade de água impropria ao consumo por quer alguns humanos avarentos poluíram os rios, lagos, e lençóis freáticos indispensáveis para abastecer as capitais e as grandes, pequenas, cidades e todos os povos do mundo.

http://www.analiseagora.com/
Imagem fonte de água potável
Tem muitos países que a falta de água é um assunto sério e as pessoas sofrem muito com a falta deste liquido precioso.  O nosso país é privilegiado pela grande reserva de água doce subterrânea que possui através do gigantesco aquífero guarani, que é ainda pouco explorada, mas muitíssimo cobiçado pelas multinacionais que pretendem privatizar (isto é, o governo entregar de bandeja a preço simbólico) e depois   estas mesmas empresas explorarem o maior reservatório subterrâneo de água doce do Brasil e vender está mesma água a preço de ouro aos consumidores. Como está acontecendo com o setor elétrico, telefônico, mineradoras e todas as empresas brasileiras que foram vendidas a preços irrisórios.

Outro setor preocupante em relação a água em nosso país são as grandes poluições dos rios e lagos que abastecem a população. Infelizmente os maiores rios do país estão poluídos e as empresas gastam muito dinheiro para despoluir e deixar essa água potável. Porém, a água tem a aparência de ser potável, mas os habitantes ingerem uma água que está repleta de resíduos químicos invisíveis a olho nu e que são prejudiciais à saúde a longo prazo.

Portanto, nesta semana do meio ambiente, não poderia de enfatizar está realidade da água que realmente é preocupante agora e para as próximas gerações. Tem que se haver uma ampla campanha educacional na mídia e nas escolas ensinar didaticamente para economizar água no uso diário da casa. Esta inciativa precisará partir da iniciativa do governo e se juntar aos órgãos educativos oficiais do município, estado e país responsáveis pelo consumo da água adequadamente.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.