Pular para o conteúdo principal

A população brasileira de olhos abertos para a educação.

http://www.analiseagora.com/
A população de olho na educação brasileira.
A população brasileira está de olhos bem abertos, para fiscalizarem as condições pelas quais se encontra a educação deste país. Todos tem o dever de vigiar a situação pela qual se encontra a educação no Brasil e cobrar soluções. É necessário, exercer   a cidadania, para cobrar dos governantes, a cumprirem com o mínimo dos percentuais de investimentos estabelecidos naConstituição Federal em seu artigo 212. 

Porque será que a educação, que faz alavancar o desenvolvimento da nação é simplesmente é deixado no último dos interesses para quem administra, este país continental como o Brasil, em todas as suas esferas administrativas? A princípio parece ser um questionamento muito complexo a luz do senso comum. Contudo, para se obter uma resposta realmente convincente a esta questão inquietante da nossa sociedade sobre a educação é muito simples.
Ora! A educação deste país nunca foi e nunca será prioridade. Porque   envolve muitos interesses políticos contrários a educação para o povo. Eles preferem deixar a nação na escuridão da ignorância. Então é bom para a classe dominante e péssimo para a classe dominada.

Porém pensando cuidadosamente pode-se encontrar mais respostas para este questionamento sem precisar colocar muito a massa cinzenta do cérebro para pensar. É simplesmente assim: se o povo que não pensar, é povo dócil e fácil de dominar, escravizar e manipular. No entanto, é importante para quem administra criar um sistema educacional voltado simplesmente para trabalho.  E não é interessante formar pensadores. Estes podem originar questionamentos políticos e sérios problemas ideológicos futuros.  Por isso, é que a educação deixa de ser prioridade de todos os governantes. Eles preferem deixar a educação como uma das últimas prioridades nos seus planos de governos. Tem muitos que não fazem nem questão que este setor imprescindível para a sociedade seja lembrado. Muitos a tem em suas administrações como mera peça figurativa do governo. No entanto, é como uma das pastas mais práticas para ganharem votos da população na época das eleições. Eles prometem resolver todos as mazelas durante um ano de administração. Pura demagogia e propaganda enganosa.

O descaso total para com a educação no Brasil é vergonhoso e prejudicial para toda a sociedade. Isto que o ensino deveria ser algo de sumo importância para toda sociedade como um todo, mas passa desapercebida por quem governa uma nação. É uma realidade extremamente preocupante para todos nós. Contudo, para os governantes não!  Porque é muito mais simples administrar para um povo que não pensa do que para uma sociedade pensante.
Portanto, para os governantes não é necessário colocar a pasta da educação como primeiro plano, mas como sendo a última. A educação torna-se prioridade a cada período eleitoral independente da sigla partidária. Parecido como a fórmula do “antes e do depois” antes se trata de um jeito e depois de outro totalmente oposto. Após a vitória do pleito, infelizmente a sofrida pasta da educação cai na vala comum do esquecimento proposital. Antes as propostas revolucionárias e glamorosas prometidas e até mesmo registradas nos cartórios perdem a validade.  Daqui para frente nada mais é lembrado para nada possa fluir na prática. Eles têm   medo das cobranças do povo para que suas promessas em relação a educação possam ser   colocadas em prática.

Inicialmente existe aqueles eufóricos momentos   de cobranças, de lutas, mas os resultados são poucos ou quase nada, para uma pequena parcela da sociedade. Depois tudo permanece em plena tranquilidade e nada acontece de extraordinário na educação em todas as esferas administrativas deste país.  Não é necessário ter grandes conhecimentos, sociológicos, filosóficos ou pedagógicos para se chegar a uma conclusão definitiva de que os estudantes são os grandes perdedores neste emaranhado de confusões políticas. Todas geradas propositadamente pelos gestores públicos, que só visam resultados nebulosos e imediatos usando a educação para ganhar votos e depois a abandonam. É inacreditável, mas os políticos brasileiros ludibriam o povo até com a educação. Uma pasta fundamental para o desenvolvimento social e todos os conhecimentos da humanidade. Os mais prejudicados sem dúvida são os jovens e estudantes de todas as faixas etárias. Pois estes são célula geradora de uma sociedade feliz a partir de uma educação de excelência. Para construir uma nova sociedade com valores dignos de um povo civilizado.



Portanto, a educação deveria ser prioridade de qualquer sistema governo, mas infelizmente isto é uma utopia.   O descaso em relação a educação em diversos municípios e Estados da Federação infelizmente é de dar pena. Escolas caindo, falta de professores, ambiente péssimo para desenvolver um bom trabalho pedagógico com os alunos, etc. Até quando? Até quando? Vão se inverter as prioridades neste país. Pois os resultados não deixam tapar o sol com a peneira. Os números do baixo rendimento escolar, desvendam a triste realidade da maioria dos municípios brasileiros; por que não investem nem o mínimo determinado pela Constituição Federal. Onde vamos parar?  Os professores atualmente quando recebem seus salários, não sabem o que fazer com eles por muitos estados não cumprem com a lei e pagam atrasados e parcelados deixando os mestres em situações de vexame todos os meses. Que país é este? Onde a educação não vale nada!

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.