A fofoca é o hábito doentio de alguns humanos para ofender outros humanos.

A FOFOCA É IGUAL A GASES TÓXICOS SE ESPALHA SEM CONTROLE ENTRE AS PESSOAS.

A fofoca  é algo do mal e por isso ela destrói o sentimento das pessoas.  

A fofoca é um dos péssimos hábitos de alguns humanos ofensivos a outros os humanos. Este hábito maledicente é semelhante a gases tóxicos quando vasa de uma indústria.  Após acontecer o acidente rapidamente contamina o meio ambiente, ninguém ver, mas todos sofrem com suas consequências. Não tem mais o que fazer para impedir a sua velocidade de contágio. Todos inalam e acrescenta mais e mais comentários depreciativos e ao mesmo tempo iniciam as buscas de sua origem e seus responsáveis. Se antigamente este péssimo comportamento de algumas pessoas andavam rápido. Atualmente se espalha na velocidade da luz com o advento dos meios de comunicações e principalmente a internet. 

Assim é o mexerico ele tem um poder incrível de destruição para   enxovalhar moralmente as pessoas.  E na medida que os rumores vão se espalhando, também mais elementos vão ser acrescentados através dos fofoqueiros a respeito de uma ou mais pessoas. A fofoca é simplesmente essa ação doentia de gente ruim.  Também pode se afirmar   que é o trabalho diário do mentiroso. Todo o impostor tem em sua mente objetivos ruins, mentir permanente para ferir e destruir o sentimento, a moral alheia. Ele vive em plena contradição, não tem moral, para falar absolutamente nada de outra pessoa, mas faz, especializações, mestrado e doutorado para falar mal da vida alheia.
A fofoca deixa marcas profundas no âmago de cada indivíduo que jamais se apagará. O sofrimento de quem já foi ou é vítima de boato é colossal. Somente quem já foi atingido pela língua maldita de alguém falacioso pode saber o quanto isso é negativo e prejudicial a vida.

Imagine você ficar sabendo por outras pessoas que sua vida está sendo despedaçada pela língua afiada de um PhD em difamações! Certamente as reações que vem instantaneamente ao pensamento são as mais diversas possíveis. Aqui neste exato momento a pessoa sensata tem que se conter para não cometer algo que venham ter desdobramentos contrários à sua pessoa. Este é um grande exercício de sensatez e paciência! Uma coisa é certa a encrenca é o resultado da mentira. Contudo a calúnia mais cedo ou mais tarde vem a ser desmascarada.  Certamente quem vai ficar na pior situação diante da comunidade ou dos amigos próximos é o mentiroso que é o pai da mentira e da fofoca. 


Observe essa lenda como a fofoca se espalha. ” No interior do Sertão nordestino brasileiro, numa cidadezinha onde todos se conhecem, morava uma senhora conhecida como a dona fofoca. Ela era quem sabia da vida de todos. Esta situação já a estava incomodando a sua própria consciência. Ela desejava parar com este comportamento maledicente. Então resolveu procurar o velhinho padre da cidade para se confessar. Como o padre já a conhecia das centenas de confissões, sempre contava o mesmo pecado o da fofoca. Porém, as penitencias aplicadas nunca    surtiram efeitos. Então, pensou numa penitencia alternativa e pedagógica. O padre olhou para ela e disse! Hoje vou mandar fazer uma penitencia diferente. Saia daqui, compre uma galinha e comece a despenar   pelas ruas da cidade.  Quando ela estiver sem nenhuma pena volte aqui. Pois, preciso passar outra orientação! A senhora fofoqueira fez tudo como o padre a tinha orientado. Depois de poucas horas, volta ela com a galinha totalmente sem penas. O padre olhou para ela e disse, minha filha agora refaça todo o caminho e recolha todas as penas desta pobre galinha e somente volte aqui quando encontrar todas as penas! Ela falou! Padre isso é impossível de fazer o vento já espalhou todas as penas por toda a cidade, não tem como mais fazer isso? É simplesmente impossível! O velho padre olhou para ela bem firme e disse! Assim são as fofocas que você espalha das outras pessoas pela cidade, se torna impossível de contê-las”.  
   
Portanto, o fofoqueiro é essa pessoa que está a serviço do mal, que assume uma missão negativa de cuidar da vida alheia e esquecer da sua própria vida. Ele é o responsável para gerar contendas, intrigas, brigas, entre as outras pessoas queridas. Estas pessoas muitas vezes são as mais próximas do ciclo de convivência e amizades.  O fofoqueiro geralmente é uma pessoa de mal caráter. Possui complexo de inferioridade, geralmente é frustrado, infeliz com a vida.  Ele projeta toda esta infelicidade nas outras pessoas. Se alegra quando faz outros sofrerem por caluniar aos quatro ventos. Somente é feliz com a infelicidade das outras pessoas inocentes.

A fofoca é uma patologia de alguns humanos para ferir outros humanos. 

Todavia, a melhor tática para lidar com este tipo de má índole é se afastar dele, não dar ouvidos as maledicências da sua mente poluída.  Cada um deve zelar pela sua própria vida e deixar a vida do amigo ou vizinho fora das especulações. Se todos cuidarem mais dos seus   afazeres e deixar a que cada um faça o que jugar ser melhor. A sociedade terá mais paz, respeito e humanidade uns pelos outros. Quem faz prática da fofoca, inconscientemente esse indivíduo está a serviço do satanás, do acusador, do pai da mentira. E não a serviço de Deus, que é o Senhor da verdade em si mesmo. Está na hora de mudar de hábito, quem mente e faz fofoca, abandone este comportamento de maledicências e procure urgentemente a viver uma vida fundamentada na verdade, na seriedade, olhar para si mesmo e notar seus erros e defeitos, procurar corrigi-los. E não apenas enxergar os defeitos e os erros dos outros. Ninguém é perfeito e já mais será, mas cada um tem a obrigação de velar pela sua vida e não da vida de outrem, é prudente deixar em paz.