Candeeiro utensílio antigo,mas ainda muito usado no Brasil.

O CANDEEIRO SEMPRE FEZ PARTE DA VIDA DO POVO BRASILEIRO NOS TEMPOS REMOTOS E NA ATUALIDADE.

a luz ainda usada nas noites dos apagões
Candeeiro um objeto antiquíssimo composto por partes simples a sua base é feita de lata comum. Um desenho simplório num formato de uma pirâmide. No topo desta pirâmide usa-se pavio de fabricado de algodão. Ele é umedecido com querosene, que é colocado na parte de baixo, como podemos observar tem uma forma redonda, mas como base piramidal.

Este utensílio domestica há muitos anos foram usados no país inteiro até chegar às primeiras transmissões de energia elétrica nas capitais e aos poucos foram se disseminado para o restante do país.  Ainda hoje em plena modernidade tem muitos rincões e lugarejos que a luz elétrica não chegou. Porém a candeia, lamparina ou candeeiro ainda é muito usada por muita gente. Pois, por incrível não tem acesso à luz elétrica.


Como o nosso país é continental o governo ainda não conseguiu iluminar todos os recantos com os programas existentes, mas tem muitos fatores que o impede de fazer isso. Têm muitas comunidades da roça, e muitas pequenas cidades do interior do Brasil, onde a energia elétrica é artigo de luxo.
Tem situações em nosso país em plena era digital que se utiliza o velho e infalível candeeiro. São naqueles momentos de temporais severos quando a rede elétrica por causa das suas péssimas condições vai ao chão através dos vendavais. Geralmente as concessionárias movidas com a ganancia do lucro fácil, não pensam em investir na modernização para a distribuição da energia até as cidades. 

Quando nestes dias ocorrem estes transtornos para os consumidores, tem situações onde os clientes ficam dias sem luz. Nestas condições se procuram alternativas rudimentares para a iluminação. A rede de transmissão destas concessionárias são as mesmas quando era estatal, ou seja, a maioria feita de madeira que está totalmente podre. Às vezes nem precisa ser um temporal basta um vento médio que derruba tudo. Necessitam serem trocados estes velhos postes de madeira por postes fabricados de cimentos. Além disso, a rede tem muitos outros componentes ultrapassados que ajudam a formar grandes apagões no país. O prejuízo é enorme para a população e ninguém faz absolutamente nada para repor os danos e pior para melhorar ou modernizar o sistema de transmissão de energia elétrica em nosso país.


Portanto, hoje este item energia elétrica é responsável direto pela alta da inflação no Brasil. Estas multinacionais do setor elétrico são tão gananciosas para obter lucros sem investimentos na produção e transmissão de energia; que impuseram a pedagogia de segurança das três cores do sinal de trânsito conhecida universalmente. Apenas mudaram de nome para bandeira verde, amarela e vermelha. Desde a imposição deste sistema avarento de lucro sempre está e estará na bandeira vermelha. Pode dar grandes temporais como já ocorrem no sul do Brasil e em outras regiões, provocar terríveis inundações, estas somíticas multinacionais permanecem cobrando a energia mais cara do mundo. Apenas fazendo parcos investimentos para justificar as cobranças abusivas. Nunca mais a nação brasileira receberá uma fatura com a bandeira verde. E mesmo que recebam elas já inclusas grandes tarifas sem que os consumidores possam perceber e reclamar.  Para muitos brasileiros a solução é voltar a utilizar o candeeiro para fazer a iluminação à noite. 

Todavia, espero que nenhum brasileiro possa chegar a esta humilhação.  Algo seja feito por quem esteja no poder central, para frear a fome lucrativa destas concessionárias que enriquecem sem constrangimento sobre cada cidadão brasileiro. O candeeiro possa permanecer para sempre como peça de museu para ser contada como era feita a iluminação do povo num tempo remoto. Que também sirva para iluminar as noites românticas nos CTGs gaúchos. Geralmente nos Centros de Tradições Gaúchas se utilizam os candeeiros como enfeites e para iluminar as noites como as conhecidas chamas crioulas.


 Baile de Candeeiro-YouTube



LETRA DA MÚSICA BAILE DO CANDEEIRO (Os Mirins)

Camisa branca lenço colorado
E uma bota nova e calça de riscado
Pelos cabelos muita brilhantina
Que tem bate coxa no salão da esquina

E vou chegando meio ressabiado
Pelo lusco-fusco desse candeeiro
E no entrevero busco a tal morena
Por quem me deixei assim enfeitiçado

E já nos tocamos pro meio do baile
E mais uma volta e uma volta e meia
Toca mais um xote mais uma vaneira
Que eu mostro o meu valor

E eu me apeio pelo seu cangote
E o seu perfume me deixando tonto
Mais uma volteada que eu não abro mão
De quem é o meu amor

(Ah, meu candeeiro
Se apagas teu lume agora
Eu pego esta flor de morena
Encilho o meu pingo e me vou mundo afora)