Pular para o conteúdo principal

É antidemocrático não aceitar a perder.

NUM PAÍS DEMOCRÁTICO SE RESPEITA QUEM GANHA E QUEM PERDE UMA ELEIÇÃO.ISTO  É TER GRANDEZA, HUMILDADE EM ACEITAR A  VITÓRIA E DERROTA.

Numa democracia se repeita quem ganha e quem perde as eleições.

Desde que tenho consciência das minhas responsabilidades e principalmente como cidadão votante. Nunca vi uma pessoa ser candidata a Presidente da Republica a não se conformar com a derrota. É fato uma atitude e compostura que configura ser antidemocrática. Não consegue engolir que sua adversária venceu democraticamente as eleições de 2014 num percentual de 51,64% que significam 54.501,118 milhões de votos. As urnas transmitiram e consumaram a vontade do povo, em números absolutos como exige as regras da Constituição Federal e todas as leis suplementares do TSE.
O candidato derrotado juntamente com a elite conservadora e a mídia golpista brasileira sempre está escavando e promovendo casuísmos para dar golpes e mais golpes na atual Presidente da República, eleita pelo povo.

Este conjunto constituído pela a elite museóloga do Brasil querem a força romper com a democracia e impor um golpe militar, algo extremamente absurdo.  Falta com respeito aos milhões de cidadãos que em pleno livre arbítrio decidiu a quem a Presidente da República do Brasil é Dilma Rousseff.
O Brasil tem uma mídia grosseira, interesseira, traidora e golpista. Os donos perderam o senso jornalístico da imparcialidade e querem ao seu jeito autoritário derrubar a Presidente, como fizeram em 1964 com o Presidente João Goulart. É uma coisa nojenta como a mídia golpista transmite os fatos de maneira deturpada. Eles simplesmente divulgam os atuais acontecimentos de acordo com suas conveniências politicas. Sempre defendendo o partido de extrema direita e seu candidato derrotado. Usam os seguintes trâmites midiáticos a revelia, investigam, julgam e condem a atual administração da Presidente Dilma Rousseff. Eles colocam a população pouco desinformada contra a Presidente. São vergonhosas e sínicas as editorias destas mídias golpistas. Elas deixam cada vez mais explicito os objetivos que querem. Um golpe de estado. Contudo, não vai haver golpe. O Brasil tem uma presidente da República constituída, eleita pela vontade que emanou do povo. Esta população defenderá este mandato até o fim.

A oposição retrógrada poder ter a certeza que não terão legitimidade nenhuma para dar um golpe. Eles terão que se conformar com a derrota e esperar o próximo pleito para disputar as eleições gerais democraticamente como manda a Constituição. É nobre saber perder e ganhar, mas a oposição tucana e a mídia nojenta, golpista do nosso país desaprenderam este ato de grandeza.
Evidente que tem muitas coisas erradas no atual governo. Já alguém de sã consciência taparia o sol com a peneira. Contêm graves erros sim, exemplos: corrupção, juros altos, salários baixos dólar alto, desemprego, aumento de preços em todos os setores de bens e serviços, têm crise econômica sim. Todavia qual o governo que não tem problemas? Todos têm! Com isso, já poderíamos em hipótese alguma justificar os erros do atual governo ou das pessoas do alto escalão que erraram. Quem errou deve sair do governo e pagar conforme o rigor da lei pelos seus erros é o correto. Além disso, o governo tem a obrigação de fazer deslanchar o desenvolvimento econômico e social do país. 

a nação exige respeito a democracia.
Tudo isso existe, mas não é motivo da oposição e da mídia odiosa procurarem instigar golpe ao governo do Brasil. É uma vergonha para o mundo, o que estão fazendo; procurando a todo custo golpear o governo e terem a satisfação de assumir o poder de maneira ilegal. É uma situação muitíssima perigosa, pois podem destruir a nossa democracia. Estamos vivendo em uma nação que saiu dos horrores da ditatura militar de mais de vinte anos. As cicatrizes ainda não curaram.
Agora através dum nefasto capricho do adversário tucano apoiado pela mídia miserável e golpista querem abortar o andamento e a consolidação da nossa jovem democracia. Somente por quer não aceitaram uma derrota nas urnas, não aprenderam a viver em plena democracia, onde se perdem e se ganha uma eleição. Será que esqueceram quantos pleitos ganharam e foram respeitados democraticamente? Isso se chama civilização democrática.


Todavia, protestos respeitosos e cobranças são instrumentos legais, eficientes de quem está no lado oposto. E exigir quem está no poder que faça ajustes e melhorias. Agora simplesmente querer arrancar a força quem está no poder através de milhares armadilhas, não tem justificativa, isso é barbárie é antidemocrático. É o que a elite velha, raivosa e os tucanos juntamente com a mídia golpista desta nação brasileira têm em mente e pretendem fazer. Logo todos devem está vigilantes a estas ações nefastas deste submundo da politica brasileira e reagir unidos contra tudo isso que esta gente do mal quer fazer com o governo e a democracia.