Pular para o conteúdo principal

A reforma politica é um compromisso sério com a nação brasileira.

A REFORMA POLITICA SOMENTE NÃO SAIU DEVIDO O  "CALCANHAR DE AQUILES" QUE ABORTA OS AVANÇOS.

a reforma politica é fundamental para combater a corrupção.

A reforma política brasileira é o legitimo “calcanhar de Aquiles” a ser vencido durante esta nova legislatura do Congresso Nacional. Um tema amplo, forte de extrema importância para a sociedade. Entretanto vem se transformando ao longo dos anos num dos mais vulneráveis projetos de lei perante os jogos de interesses dos próprios políticos. Propositadamente travam constantemente seu andamento e assim já se passaram doze anos sem avanços relevantes. Os interesses dos políticos sobrepõem aos da nação. Continuamente quando se pensa em reformas imediatamente vem à mente das pessoas simplesmente a reforma eleitoral. Logo aparece os temas como financiamento de campanha, o intervalo das eleições municipais e gerais, o tipo de voto, fim do voto obrigatório, coligações, etc. Entretanto, este tema é muito mais amplo, a maioria nem faz ideia da tamanha complexidade da abrangência para a vida de todos os cidadãos.

Uma das coisas para que tudo isso venha funcionar é imprescindível a mudança de mentalidade dos habitantes da cidade em relação à política. Quando a maioria absoluta participar ativamente de todo o processo eleitoral gera-se uma grande muralha contra a corrupção, contra os maus políticos. Não adianta simplesmente eleger um candidato e depois esquecer de cobrar dele idoneidade. Nesta reforma tem que haver um canal de participação direta entre o eleitor e quem ele o escolheu para ser seu representante. Hoje existe um distanciamento infinito, entre o eleitor e seu representante eleito.  Não há aproximação entre ambas as partes. Um absurdo, mas a maioria dos eleitores, nem se lembra em que votou para ser o seu porta voz no parlamento. O candidato somente bate à porta do eleitor em época de campanha, essa e tantas outras situações devem ser vista nesta reforma que está patinando a anos e não sai do lugar.

A grande maioria dos deputados e senadores foram   eleitos empunhando essa bandeira de fazer desatar este novelo da reforma política. Repleto de inúmeros interesses obscuros, emperrando o andamento dos trabalhos legislativos visando o bem comum da nação. O resultado está aí todos são levados a engavetar há mais de doze anos todas as propostas de reformas. Esta situação ridícula vem ocorrendo desde quando chegou a primeira proposta de reforma. Até o momento tantas outras entraram na Câmara Federal, mas    estão servindo de alimento para fungos, bactérias e ácaros nos arquivos da casa do povo. Em quanto isso a nação permanece a “ver navios”. Entra governo e sai governo e as propostas para uma ampla reforma permanece mofando nas gavetas dos legisladores que estão mais concentrados em zelar pelos seus próprios interesses do que dos interesses da nação.
A reforma política é fundamental para limpar tudo o que estiver de errado, como os vícios democráticos, os interesses escusos, que atrapalham e prejudica a transparecia na política nacional. É a própria falta de regras claras que embaraça o bom andamento da política nacional. Somente assim é que as maracutaias, as tramoias, poderão ser suprimidas da vida política nacional. Não é novidade, mas sempre é bom ressaltar que maldição da corrupção; está infiltrada em todos os bastidores das administrações públicas onde existe a participação dos políticos. Isso em todas as esferas governamentais. Desde as câmaras de vereadores, assembleia legislativas estaduais, passando pela câmara e Senado federal, atingindo os mais altos escalões dos governos municipais, estaduais e federais. Veja o video explicativo do professor de direito Sergio Borja da Universidade Federal do RS-UFRGS.

                                       

                       

Portanto, a nação brasileira clama por uma reforma ampla que venha moralizar a política nacional. Não vai ser fácil, pois é do conhecimento da população a existência de muitos jogos de interesses tentando imperar e enfraquecer esta atividade importante para o país. Além disso, essa atual legislatura tem um sério e grande compromisso com o povo que os escolheu para essa e tantas outras missões, durante esses quatro anos.  São mais de uma década de um tortuoso e íngreme   caminho percorrido. Falta daqui para frente os legisladores completarem essa longa maratona dessa tão almejada reforma política.  Aperfeiçoar os projetos de reformas a serem trabalhados por todos os políticos que representam o povo. Eles têm o dever e a obrigação de concluir esta reforma de maneira ampla para que as próximas eleições sejam livres e sérias.  Criar mecanismos legais para precatar-se de qualquer tentativa de corrupção. Leis que punam severamente os corruptos e os corruptores em todas as esferas das administrações públicas regida pelos políticos que zelam a política nacional.