As leis regulam a convivência civilizada das pessoas em sociedade.

A CONVIVÊNCIA CIVILIZADA EM SOCIEDADE É REGULADA PELAS LEIS QUE MUITOS CIDADÃOS TEIMAM NÃO RESPEITAR.

esta palavra atenção  acompanha a nossa vida em tudo.

A sociedade brasileira é organizada segundo os princípios constituídos democraticamente formando um grandioso conjunto de leis, para fazer funcionar como uma perfeita engrenagem legislatória; que regulam a convivência civilizada entre os cidadãos. Perante isso muitos habitantes teimam não respeitar as regras instituídas quebrando a harmonia, sobretudo gerando violência de todos os tipos que podemos imaginar. Se todos cumprissem a risca tudo que está escrito como normas teríamos uma sociedade sem crimes onde reinava a paz.

Eu sei que é uma utopia pensar num mundo de hoje, uma sociedade totalmente de paz. Onde todos os habitantes sem exceção pudesse viver sem transgredir as leis. Uma vez que a sociedade é composta de homens que são falhos por natureza. Contudo, o que ocorre continuamente? Todos os dias os humanos erram cometendo infrações. Quando uma sociedade é organizada e constituída democraticamente, existe o poder judiciário para aplicar com justiça aos que erram a penalidades previstas nos códigos de leis para corrigi-los. Estes são os objetivos das leis fazer aqueles que cometerem dolos repararem seus erros em justiça. Quão intensamente exige os princípios que regem a sociedade. Apenas estou fazendo uma constatação de que vivemos sobre pressão das advertências, assim mesmo tem muitos cidadãos que tem muitas dificuldades de respeitá-las e cumpri-las. 
  
o martelo da justiça ao proferir uma sentença 
Tão-somente importantes exemplos de advertências que nos deparamos nas coisas que usamos e nas regras de viver harmonicamente em sociedade. Preste atenção! E com muito cuidado pode observar quantos sinais de advertências que padronizados mundialmente existem em nossa volta?  Se não respeitá-los as consequências surgem imediatamente. Observe que em qualquer eletrodoméstico que possuímos em nossas casas veem acompanhados de rótulos, lembretes de atenção que estão etiquetados, cada qual contendo informações importantes para o bom uso e evitar acidentes. Os manuais que até são semelhantes aos códigos de leis, pois quem somente entende são os advogados. Quantas vezes ligamos o computador imediatamente surge o sinal para advertir que corremos perigo se clicar em algum programa mal intencionado, este pode destruir ou roubar dados importantes que estão armazenados nos arquivos do computador.


Os medicamentos todos eles trazem a bula escrita em letras minúsculas e expressões científicas para descrever sua composição química e as advertências para a saúde. Todas as cidades estão sinalizadas para o transito fluir normal e em segurança, mas raramente isso acontece nas grandes cidades e rodovias do país. Além da Constituição de cada país existem as leis complementares para detalhar a aplicação na sociedade. Hoje no Brasil existem listas de códigos que regulam e ampara a vida de todos. E mesmo assim ainda existe muita gente que comete desobediência. Atualmente a sociedade brasileira tem a seguinte sequencias de normas a serem observadas: Constituição Federal, Estadual e Lei Orgânica Municipal, estas garante direitos e deveres aos cidadãos. Depois vêm os códigos nacionais, decretos, medidas provisórias, e todos os rótulos de advertências, regras de condomínios, clubes sociais, etc.


A constituição da cidadania brasileira 


Portanto, pensando bem é uma parafernália de leis que são legitimas burocracias a serem observadas e cumpridas pelos os cidadãos. Diante de tudo isso, o que é que notamos? Muitos cidadãos que também continua desrespeitando as normas sejam elas nas esferas: municipais, estaduais e federais; agindo desta forma sempre estão em débito com a justiça e a sociedade. O mais espantoso é que em muitos casos os primeiros a desobedecerem são os guardiões das leis. Geralmente não são punidos como deveriam oferecendo um péssimo exemplo para todos os cidadãos. Porém jamais podemos seguir esses maus exemplos, pelo contrario devemos andar conforme a lei caminhando de cabeça erguida sem dever absolutamente nada para a justiça se todos fossem íntegros teríamos uma sociedade mais justa e humana.