As alianças e pressão golpista midiática nas eleições 2014.

MESMO OS PARTIDOS FAZENDO ALIANÇAS ESTRATÉGICAS, VIVEMOS EM UMA DEMOCRACIA SOMOS LIVRES VOTAMOS COMO QUISERMOS, O VOTO É LIVRE E SECRETO.

diante dar urna somo livres e soberanos votamos como manda a nossa consciência
Passamos o primeiro turno na expectativa de quem iria ficar frente a frente disputando os poderes executivos nos estados e principalmente para o executivo federal. Após o resultado oficial do TSE os candidatos classificados para o segundo turno, não perderam tempo e iniciaram as conversações para a consumação das coligações interesseiras. O que notamos não foi surpresa os partidos se organizaram de maneira estratégica visando a derrotar um concorrente obviamente. Outros partidos de menores expressões ficaram de fora ou simplesmente liberaram seus filiados a votar como quiserem. Esta situação ocorreu nos estados onde vai haver nova eleição e, sobretudo na corrida para Presidente da República.

.

Sempre insisto na mesma tecla de exaltar a nossa democracia brasileira onde podemos nos expressar livre e com responsabilidade. E seguimos este mesmo ritual de liberdade na hora singular diante da urna para votar. É você sozinho mais sua liberdade de consciência para votar.  Ninguém terá o poder para dizer em quem votar. Somos livres não precisamos de palpite de nenhum dirigente de partido para determinar ou induzir em quem devemos votar. Estas coligações existem ainda na nossa democracia. Ainda são aqueles velhos penduricalhos que devem ser aperfeiçoadas. Melhor deve ser retirados através da reforma politica.

Notaram bem como os partidos retrógrados pensam iguais? Ele tem projetos políticos, que são verdadeiras incógnitas; ninguém sabe realmente o que trazem em seu bojo, para fazer recuar o desenvolvimento do Brasil. Corremos riscos de até abortarem a democracia brasileira construída com muita luta: sangue e mortes, de muitas pessoas que deram suas vidas pela democracia visando um país melhor e mais justo.  Além disso, contam com um reforço muito estranho da mídia unida golpista brasileira, com a clara intenção de interferir nas decisões do povo, subestimando a inteligência da nossa população que não depende desta mídia mal intencionada, para formar suas opiniões e decisões. Aqui eles não somam por quer o nosso povo tem uma percepção também veloz e não compactuam com estas armadilhas dessa gente que querem ver o nosso país retroceder, Eles se uniram rapidamente, certamente em troca da repetição de cargos e favores. Um grande golpe midiático se formou em milésimos de segundos visando interferir na vontade do povo, os brasileiros devem estar atentos a esta situação perigosa para a democracia.  


a disputa está lançada vença as melhores propostas

Todos podem perceber que a outra candidatura está praticamente isolada concorrendo sozinha, mas com força total e a garra da militância que trabalha “sem medo de ser feliz”. Aqui há uma grande diferença, entre um concorrente e outro. Nesta se mostra a força de uma militância unida no Brasil inteiro, e não recebem dinheiro para fazer campanha. Fazem campanha por amor, tem orgulho de vestir camisa do partido, e especialmente amor ao Brasil. Ninguém tem vergonha de sair por todos os cantos; pelo contrario tem alegria de fazer campanha seja nas ruas de casa em casa ou nas redes sociais. Todos dizendo um grande não a tudo que está ai sendo embrionado, pelo um por vir perigoso do outro lado. A população percebeu que existe nesta concorrência um aventureiro querendo brincar de presidente da Republica. Na história recente da democracia deste país, surgiu um "salvador da pátria" na mesma formatação, apoiado pela grande imprensa. Naquele período conseguiram manipular e instigar o povo a votar, como estão querendo fazer hoje. Este aventureiro vem se apresentando um o velho discurso da moralidade, mas esta casca moralista é imposta colocada pela mídia manipuladora. Refresquem a memória; o fim deste governo do último governo aventureiro foi um impeachment, um dos primeiros da história do nosso país contemporâneo.
todo o poder emana do povo 


Portanto, a sorte está lançada entre duas propostas e a população brasileira tem que se sentir livre sem pressão para votar neste ou naquele. Não devemos explicações nenhuma a chefe de partido. As alianças estão feitas, mas ainda assim  os eleitores não estão presos a nenhuma destas alianças e muito menos as pressões da mídia poderosa brasileira, que tentam promover um golpe em nossa democracia. Devemos está atento a qualquer manipulação da mídia para desviar o foco das eleições transformado em golpe como já aconteceu recente do Brasil. Esta mesma situação de denuncismos aconteceu, quando a mídia poderosa criou factoides mentirosos no período eleitoral para golpear o candidato que o povo queria, mas a imprensa golpista não gostava e praticamente induziu o povo a votar em um aventureiro que quase quebrou o país, somente não foi possível graças o impeachment, mais conhecido atualmente dos brasileiros.