Pular para o conteúdo principal

O trânsito do Brasil é violento.

O TRÂNSITO NO BRASIL É VIOLENTO E NOS TRÁS ESTATÍSTICAS ASSUSTADORAS COMO SE FOSSE UMA GUERRA DIÁRIA. 
 
um trânsito congestionado e violento em nosso país
Entre os dias 18 a 25 de setembro a semana nacional do trânsito no Brasil. Um período importante para que todos os cidadãos, possam se conscientizar da importância de transformar este trânsito violento em um trânsito de paz e harmonia. Hoje algumas pessoas andam estressadas provocando todos os tipos de violência no trânsito brasileiro. São mortes trágicas, o medo tomou conta das ruas, estradas, das vias públicas e das grandes rodovias.  Ninguém respeita a vida de ninguém, existe um trânsito selvagem ausente de paz e harmonia. Convivemos numa guerra permanente onde não há vencedores, mas apenas perdedores de preciosas vidas precoces. E um saldo negativo de milhares de pessoas mutiladas levando a situação de invalidez provocada pelos acidentes que deixam sequelas dolorosas e irreversíveis a muitos cidadãos do nosso país.  

O trânsito do Brasil está se tornando uma verdadeira carnificina, os números de mortos e mutilados são impressionantes e assustadores. A quantidade de mortes no tráfico nacional tem uma frequência muito além dos 35 mil por ano. E por dia chega quase 145 pessoas são mortas. Em uma hora 6 mortes acontecem e em cada  10 minutos morrem uma pessoa no  país. Os feridos e com sequelas irreversíveis ganham status negativos semelhantes aos de guerra.  É fato, o trânsito é violento, uma interminável guerra diária nas ruas e estradas brasileiras. Então esta semana é um excelente momento para todos possam parar e fazer uma profunda reflexão sobre a violência que aumenta constantemente em nosso trânsito. Certamente as escolas irão trabalhar com propriedade este tema em sala de aula as primeiras noções e como se defender do horror do trânsito do nosso país.

esta realidade está longe de mudar

Percebe-se certa ineficiência e usura nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) de todo o país. A maioria dos (CFCs) está mais preocupada em lucrar e lucrar do que educar, ensinar os futuros motoristas a serem competentes condutores. A se portarem corretamente no controle de um automóvel. Muitos para faturar alto, reprovam alunos que estão aptos, a conduzir carros várias vezes e muitos se revoltam e dirigem sem habilitação, conduzem carros fora da lei provocando acidentes fatais cometendo crimes. Culpa dos centros de formação de condutores que estão mais focados na ganância pelo lucro e mais lucro do que na educação e formação rigorosa e eficiente dos que querem se habilitar como manda o código de trânsito brasileiro.

A paz no trânsito somente virá quando todos começarem a respeitar as leis existentes em nosso país que regulam esta realidade que muitas pessoas teimam não obedecer. Respeitar rigorosamente os sinais que orientam o fluxo dos carros a andarem organizados em todas as cidades e rodovias públicas. Quando todos colocarem a vida acima de qualquer bem ou discussão violenta, respeitar os transeuntes de todas as idades. No momento em que a intransigência seja substituída pela tolerância e incompreensão pela compreensão: entre motoristas e pedestres.  Se todos fizerem sua parte observar os direitos e deveres a vida também será respeitada e a violência será eliminada do trânsito. Em qualquer circunstância a vida deve ser preservada e não eliminada, através da imprudência de muitos condutores de veículos que dirigem dentro de múltiplas irregularidades. Estes são conscientes, responsáveis de quaisquer consequências a que venha acontecer. Pois está assumindo todos os riscos em relação a sua própria a vida e das outras pessoas. Este comportamento patológico necessariamente deve ser mudado para haver humanização no trânsito brasileiro.


trem de passageiros uma solução para humanizar o trânsito do Brasil 

Portanto, todos precisaram viver em harmonia no trânsito é um grande desafio entre os humanos que dependem do automóvel para trabalhar, passear etc. É o preço que pagamos através do desenvolvimento tecnológico que proporciona grandes conquistas, comodidade e colabora na superação de dificuldades no mundo contemporâneo. Seria impossível, pensar a sociedade atual sem os avanços tecnológicos do transporte que facilitam a vida de todos vive com qualidade. O dilema é que muitos não sabem utilizar o carro como uma ferramenta que pode facilitar viver melhor. Alguns misturam álcool e outras drogas ao dirigir um automóvel transformando em arma mortífera para si e outras pessoas. Podemos questionar se há mesmo necessidade de todos os habitantes comprarem um carro? O modelo consumista em que vivemos faz esta exigência ilusória, como se ter um ou mais carros irá ganhar status na sociedade de consumo exagerada. Não abre espaço para avaliar as consequências múltiplas deste exagero de consumo. Uma solução para humanização da mobilidade urbana seria investir pesado na construção de trens urbanos de passageiros e reativar as ferrovias em todo país usando tecnologias avançadas que viessem aprimorar a comodidade para as pessoas viajarem confortavelmente nestes trens pelo país de norte a sul leste a oeste. Viajando em segurança e a preços acessíveis a todos, para que esta realidade venha serem concretizada os próximos governos devem pensar seriamente em politicas publicas para humanizar o nosso trânsito em metas de curta, médio e a longo prazos.



Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença sentimento negativo presente nas relações humanas.

A indiferença está presente na vida humana e   setores da sociedade. A indiferença um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimentonegativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos.
Podemos perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. No plano social há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos humanos reagirem indiferentemente frente os problemas alheios. No âmbito governamental o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente entre nação dominante …

Quando a ganância vem ofuscar a razão.

Quando a razão é ofuscada pela ganância do ter, o homem caminha para autodestruição do ser.A ganância um dos sentimentos inatos dos homens carregados de muitas perversidades próprias de sua natureza pecaminosa e insaciável para querer tudo que os sentidos percebem. Averiguada, desde o início da humanidade até os dias de hoje, tem causado muitas dores e sofrimentos ao ganancioso e a sociedade. Na atualidade surge com mais intensidade e métodos extremamente nefandos para conseguir os desejos materiais impossíveis, muito dinheiro e poder sem limites. O brilho das moedas recebidas de maneira fraudulenta vem ofuscar a razão deixando a entorpecida para qualquer tentativa de chamar a reflexão, a sanidade humana, fundamentada nos valores éticos e morais.