Pular para o conteúdo principal

Todas as dores são desconfortantes e inexplicáveis.

FALAR DA DOR ALHEIA É FÁCIL!  AGORA É IMPOSSÍVEL DESCREVER O QUE REALMENTE O PACIENTE ESTÁ SENTIDO.

uma forte dor de cabeça
Hoje estou com muita dor de cabeça e por isso mesmo resolvi diante deste quadro doentio escrever sobre este tema. Em minha opinião não adianta os médicos falarem dos sintomas das dores para os pacientes, sem eles mesmos sentirem uma dor verdadeira no próprio corpo para definir realmente o que é uma dor. As pessoas ouvirem queixas de amigos, até ler sobre os vários conceitos de dores que são inúmeros, que mesmo assim é impossível ter uma compreensão concreta do sofrimento que alguém esteja passando em qualquer circunstancia da vida.
Mesmo observando estrelinhas coloridas palpitando dos olhos quando digito uma palavra, provoca  um barulho estarrecedor na cabeça, iguais àquelas bandas de rock metal pesadas em noite de show assim estou me sentindo. E diante desta situação incomum estou escrevendo algumas frases sobre dor e deu para perceber quanto é doloroso, desconfortante e irritante uma dor de cabeça. Principalmente uma dor de cabeça com sintomas que somente podem ser decorrente de uma forte gripe. Espirros fortes, o nariz em plena coriza, muita tosse, mas apenas 37,6º graus de febre e muitas dores musculares por todo o corpo. Somente estou escrevendo por alguns motivos: ter uma noção como é pensar e escrever com muita dor de cabeça, teimosia e curiosidade de como vai sair esta matéria: certamente cheia de muitos erros e ideias desconexas.  


É muito complexo dissertar sobre a sua própria dor, falar o que realmente está sentido na pele, ou melhor, no corpo inteiro, óbvio vem muitas ideias, mas é difícil produzir uma frase que tenha um raciocínio lógico. Há uma canseira extrema fora do habitual, dar para perceber rapidamente que existe algo de errado no cérebro. As ideias fluem de maneira desconexa.  Ouvir de outras pessoas o que é dor é moleza, agora sentir no corpo uma dor seja ela de qualquer espécie ou intensidade aí a situação altera de panorama. Há um proverbio popular que diz assim: ‘pimenta nos olhos dos outros é refresco’ é a mesma situação querer explicar a dor de outra pessoa. Ninguém jamais poderá descrever em sua totalidade a dor de outra pessoa que está em sofrimento. Hoje a minha dor é apenas uma dor comum resultado de uma gripe e assim mesmo não consigo explicar o seu contexto. Contudo, sabemos que existe tantas diferentes dores nas distintas pessoas que são impossíveis evidenciarmos os por menos de cada uma delas. Até podemos saber os sintomas de quando alguém está doente, agora tentar explicar na real o que ela está sentindo é impossível.

chá de: gengibre,mel,limão e canela

A dor em si mesma, não dar para explicar é algo muito próprio de quem está sofrendo. Outra pessoa descrever a totalidade de uma dor não consegue. Os médicos talvez através sua profissão, possam se aproximar de uma explicação imaginável de algumas dores. Visto que são habilitados em medicina. E durante seus estudos teóricos e de laboratório tenham maior possibilidade de explicar satisfatoriamente a dor do que os leigos. Além das teorias e os testes feitos com camundongos e viram suas reações e a partir daí tem cátedra para defender suas teses e tratados sobre como eles veem as dores dos pacientes. E com uma bagagem literária e experiências reais em pacientes que possam descrever aproximadamente a intensidade de uma dor. A única maneira de compreender o que é uma dor de qualquer espécie é realmente sentindo uma dor verdadeira. E mesmo assim faltam palavras para descrever como exatamente ela se constitui. Agora estou parando vou dormir e tomar um chá misturado com: gengibre, mel, limão e canela dizem que é muito bom para curar a gripe e as dores vou experimentar.   

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.