O povo brasileiro volta as urnas nas eleições de 2014.

O BRASIL VOLTA AS URNAS PARAS  NAS  ELEIÇÕES GERAIS  DE 2014.


Este ano de 2014 continua sendo bem movimentado no Brasil, desde o inicio existiu todo o alvoroço, para a preparação da copa do mundo. Uma grande expectativa se iria ou não haver copa. A copa finalmente ocorreu bem organizada, mas frustrando a expectativa do hexa para os brasileiros. Trocaram o treinador Felipão e voltou o Dunga que treinou a copa da África do Sul, resta esperar por mais quatro anos de ilusão. Agora entra em cena um novo jogo, o jogo da politica, que vai mexer com todos os brasileiros que tem idade de votar.
os brasileiros vão as urnas para  renovar as cassas legislativas

Este ano de 2014 continua sendo bem movimentado no Brasil, desde o inicio existiu todo o alvoroço, para a preparação da copa do mundo. Uma grande expectativa se iria ou não haver copa. A copa finalmente ocorreu bem organizada, mas frustrando a expectativa do hexa para os brasileiros. Trocaram o treinador Felipão e voltou o Dunga que treinou a copa da África do Sul, resta esperar por mais quatro anos de ilusão. Agora entra em cena um novo jogo, o jogo da politica, que vai mexer com todos os brasileiros que tem idade de votar.  Infelizmente a nossa democracia o voto ainda é obrigatório. Eu defendo o voto livre. Os países onde a democracia está consolidada plenamente os cidadãos tem a liberdade de escolher entre poder votar ou não. No Brasil o cidadão que deixa de votar e não justificar sofre as penalidades da lei eleitora. Este ano vamos votar em renovar as câmaras legislativas estaduais, federal, os governos dos estados, distrito federal e para a Presidente da Republica.
Imediatamente os novos legisladores devem pensar seriamente nesta questão do voto obrigatório e terminar de uma vez por todas este autoritarismo que é ainda um vestígio da ditadura militar. É imprescindível que os próximos legisladores assumirem uma atitude rápida e ajuizada para fazerem uma profunda reestruturação politica para eliminar este resquício do autoritarismo dentro da democracia brasileira.  Que nesta tão contemporizada reforma do modelo politico brasileiro venha rápida, e a não obrigatoriedade do voto seja o item número um desta pauta.
Enquanto esta reforma não é votada e transforma em lei o povo continua votando forçado, se não vota são punidos ao rigor da lei eleitoral. Sabemos que na Câmara e Senado Federal tem muitos projetos mofando e servindo de alimento para as traças, ácaros, fungos e bactérias nas gavetas dos atuais deputados e senadores. A reforma politica é um destes projetos que tem muitos interesses por trás e por isso permanece no papel, é uma vergonha nacional. Agora chegou o momento dos cidadãos brasileiros cobrarem enfaticamente dos novos legisladores federais, exigir pressa nesta reforma politica para oxigenar a nossa democracia. Isto somente é possível fazendo uma renovação radical no Congresso e no Senado Federal. Mesmo que uma grande maioria do povo brasileiro esteja enojada da politica e principalmente dos políticos brasileiros devido à corrupção que veio apodrecer a confiança neles, ainda assim, não há outro canal para o povo ser representado nas casas legislativas estaduais e federais deste país. O povo tem plena razão de estarem enojados, com estes políticos de carreira, que somente pensam em si mesmo.  E simplesmente não fazem nada, zero em projetos sociais até que venha contemplar todos os cidadãos.


está na hora da reforma politica e voto livre já
Portanto, é agora o momento de todos os cidadãos através do seu poder de votar, para trocar todos estes políticos: egoístas, corruptos, que não fazem nada para o bem comum da sociedade. E colocar gente nova compromissada com a sociedade e não reeleger estes que já estão no poder e somente pensam em sua conta bancaria, seu bem está e de todos parentes e de seus amigos. Aqui temos um grande problema como escolher gente honesta para nos representar no congresso, no senado federal e nas casas legislativas estaduais?  Bate-se uma desconfiança generalizada em todos os postulantes a um cargo eletivo. A única solução é procurar conhecer a vida dos candidatos e seus projetos e depois de ser eleito cobrar veementemente o que foi prometido em campanha eleitoral. Muitos pensam em anular o voto, outros pensam em nunca mais votar em algum politico brasileiro, tem toda a razão, vivemos em uma democracia. É um direito pensar e agir diferente em com muita responsabilidade.


Contudo, todos são responsáveis pelos problemas sociais dos pais, votando ou não, se todos deixar de votar ou anular o voto esta atitude vai ser inócua, não contribuirá em nada no processo democrático. Imagino que seria pior se todos em maioria majoritária; tomassem esta atitude de não votar ou anular o voto. Se todos fizessem isso, automaticamente ninguém também não teria o direito de cobrar, de reclamar, de reivindicar, absolutamente nada de ninguém. Pois, ninguém escolheu ninguém para nos representar nas casas legislativas estaduais e federais, dos governos estaduais e da presidência da República.  Ficaríamos completamente fora do processo eleitoral. Mas em uma democracia as coisas não funcionam desta forma, vivemos em uma democracia participativa devemos participar de todos os eventos que diz respeito às coisas da nossa sociedade. E sabemos que outros irão votar e escolher contra a vontade de quem não votou. Anular ou deixar de votar é a mesma coisa que deixar que outro exerça um direito nosso garantido na Constituição Federal de votar e ser votado. Abdicando desta prerrogativa também ninguém tem o direito a reclamar ou de fazer sugestões para absolutamente nada somos alheios às normas da democracia.