Calma no momento de procurar objetos perdidos em casa.


http://www.analiseagora.com/
não se encontra nada na pressa


Procurar objetos importantes em casa na hora imprópria causa: ansiedades, trapalhadas, agitações e sofrimentos. A pior coisa que pode acontecer em sua vida é quando você está apressado contando os segundos, minutos para ir ao um evento importantíssimo e instantaneamente, perder um item que é indispensável para aquele acontecimento. Seja qual item for, mas sem ele não acontecerá absolutamente nada. É como se fosse à chave de abertura de todo o episódio do início ao fim e seus desdobramentos.
Então jamais poderão ir ao local do acontecimento sem este objeto que é a razão de ser do episódio, exemplos: palestra de qual quer área do conhecimento, negócios, apresentação de uma marca, eventos sociais de toda a natureza, etc. Nas piores das hipóteses quando não há solução apelar para o improviso que é logo notado por todos.

Bate um desespero para encontrar o que mais precisamos na pressa e na rapidez não se acha coisa nenhuma.  Podemos vascular a casa por todos os lugares de baixo para cima e vice-versa nada se encontra, o relógio começa a disparar os ponteiros as horas voam numa velocidade como nunca havia acontecido. Para complicar ainda mais a situação se houve gritos. Está atrasando tudo, não chegará a tempo, vai perder o lugar, a promoção, a vaga do estacionamento, a imprensa está anunciando que o trânsito está congestionado, os organizadores estão lingando que faltam poucos minutos para anunciar o início do evento aos convidados, a plateia.   Tudo agora dependerá da tua presença, vamos, vamos, o tempo está se esgotando!

Antes já estava tudo uma trapalhada, neste momento o sistema nervos começa a andar a passos largos para o desespero. As coisas começam se tornar uma grande bagunça à casa inteira fica mais desorganizada. No corre, corre, no vira e mexe de uma coisa e outra, consequentemente todas as dependências do lar vai se construindo um cenário de furacão.   O escritório principalmente supera a bagunça de um quarto de qualquer adolescente.

Se forem duas ou mais pessoas procurando, aí sim, começa uma conversação de informações desencontradas por quer estão todos ansiosos para encontrar tal objeto como se fosse uma caça ao tesouro. A situação começa a entrar em descontrole absoluto. E ninguém acha nada e o mais estressante é que às vezes tal coisa está em nossa frente, passaram centenas de vezes por ele e não os perceberam. Somente depois de todos se acalmaram, relaxaram é que perceberam rapidamente tal objeto importante, que o responsável pelo controle do evento não pode ir de mãos, bolso, ou pasta vazia. Pois o mesmo tem muitas funções e utilidades, por isso mesmo não dava para sair de casa sem ele.
Mas finalmente que tal objeto importante poderia ser? Ora! Qual quer um que se possa imaginar que você possa perder em casa e dar um grande trabalho para encontrar, por mais organizado que esteja. Cada um provavelmente, já tenha passado por situações semelhantes. Todavia, coloque seu objeto dentro desta situação ou que já fez você passar por situações iguais algum dia em sua vida.

Apenas para ilustrar esta situação de desespero para encontrar algo que some das nossas vistas e que não poderia sumir. Vejamos, hoje vivemos e trabalhamos no mundo dos arquivos digitalizados, onde se usa uma tecnologia das miniaturas onde se armazena e organiza milhões de pastas contendo: textos, e-mails, documentos, gráficos, planilhas, som, imagens, áudio, fotos, músicas etc., num mesmo item como um pendrive, ao mesmo tempo em que tem a comodidade de ter tudo em um só lugar, mas também se corre o risco de perder tudo de uma única vez, deixado à pessoa sem saída. Claro que este risco pode ser evitado ou amenizado, pois existem os gigantes da internet que guardam tudo isto nos seus sistemas de armazenamentos de dados.  Você pode acessar de qualquer lugar e hora. Porém num momento de desespero em busca de algo deste tipo a pessoa esquece que existem estes recursos e passam  por um grande sofrimento.



Portanto, diante de uma situação desta a única coisa a fazer se houver possibilidade é manter a calma. Parar por alguns instantes, sentar respirar fundo, tomar uma água e procurar refazer um trajeto de onde, quando e como usamos e deixamos em algum lugar pela última vez. A partir de aí ir tentando lembrar, seguindo estes passos: em que, onde e como usamos isso pode facilitará e a ajudará nas buscas, digo isto por experiência e consegui encontrar algo indispensável para a realização de uma atividade em um local que nunca imaginaria que poderia estar. Há muitos outros métodos de buscas e cada um deve usar o melhor, sobretudo em qualquer circunstância manter a calma.