Pular para o conteúdo principal

Vaiar um verbo da copa de 2014.

A VAIA O  VERBO  MAIS COMENTADA DO MOMENTO E QUE MARCOU ESTA COPA DE 2014 NO ÂMBITO POLÍTICO. 

Nestes últimos dias o verbo vaiar está sendo o mais falado, comentado, discutido, divergido entre os brasileiros e certamente entre outras nações nos quatro cantos do mundo.  Tudo devido à vaia que a presidente do Brasil levou no dia da abertura da copa de 2014 em São Paulo no Estádio do Itaquerão no jogo entre Brasil e Croácia inclusive com a vitória brasileira por três x um.
vaias na abertura da copa do mundo de 2014 no Brasil


Nestes últimos dias o verbo vaiar está sendo o mais falado, comentado, discutido, divergido entre os brasileiros e certamente entre outras nações nos quatro cantos do mundo.  Tudo devido à vaia que a presidente do Brasil levou no dia da abertura da copa de 2014 em São Paulo no Estádio do Itaquerão no jogo entre Brasil e Croácia inclusive com a vitória brasileira por três x um.

Vaia tem sua origem provavelmente do espanhol "vaya", mas cada idioma tem a sua tradução própria que tem o sentido de descontentamento, de rejeição a uma pessoa ou sua administração. Pode ser uma interjeição trazendo o elemento surpresa em qualquer evento onde existe a presença dos humanos. No português  vaia vem do verbo vaiar que está no presente do indicativo na 3ª pessoa do singular.  


A vaia sempre existiu na história da humanidade e sempre continuará existindo ela acontece em qualquer ocasião onde existam aglomerados humanos em quaisquer espécies de eventos. Há situações onde as pessoas que vaiam jogam ovos, tomates, sapatos, e outros objetos, etc, sobre quem está discursando ou simplesmente nem consegue chegar ao púlpito ou no palanque para proclamar seu discurso ou transmitir uma simples mensagem de acolhimento aos convidados de qualquer evento politico, esportivo, empresarial ou religioso.

A vaia que aconteceu durante a abertura dos jogos da copa de 2014 no Brasil partiu da ala vip do estádio de futebol de Itaquera SP. Algo bem orquestrado pela elite conservadora e intolerante da sociedade paulistana. Justamente aqueles que querem passar a imagem de educados para os menos afortunados do nosso país. No entanto, foram os primeiros a dar um péssimo exemplo para o país e o mundo. Esta elite retrógrada que vaiaram a chefe de estado brasileiro de maneira repugnante não usaram interjeições como se usam comumente em grandes vaias.  Foram palavrões torpes que envergonhou todos os presentes. E nem pensaram nas famílias e crianças, adolescentes que estavam prestigiando o evento mundial in loco.     Vem o questionamento será que eles fazem assim em suas casas diante de seus filhos? Se em uma aglomeração elitizada, este pequeno grupo raivoso perdeu a vergonha de gritar palavrões, xingamentos de baixo calão é sinal que fazem o mesmo diante dos filhos e também diante de seus funcionários.  O povo brasileiro em sua maioria majoritária pode ser pobre, mas são nobres, educados e sabem fazer protestos de forma autêntica e civilizada em qualquer ambiente e evento.
    


 Muitas figuras públicas da história da humanidade já foram, são e serão vaiadas, hostilizadas em grandes episódios onde há multidões reunidas e com interesses múltiplos. Quem recebe uma vai de qualquer público seja ele de pequeno, médio e grande porte, provavelmente sentirá uma dor na alma.  Toda a figura pública deve está preparada psicologicamente para encarar dentro da normalidade uma grande vaia seja em qualquer ambiente, se não poderá se descontrolar e piorar o momento circunstancial. Como os humanos são diferentes e únicos, cada um reage de maneira diferente e dependendo da situação poder enfrentar com naturalidade ou não as vaias de um grupo contrário a pessoa que está no comando desde, um pequeno negócio a uma administração publica de âmbito nacional.

A vaia tem a função de demonstrar o descontentamento de uma nação ao seu chefe de estado, óbvio que também é uma forma de manifestação popular. Este é o lado positivo de uma vaia (se é que existe) é simplesmente de alertar quem estar no comando de uma administração pública ou particular que algo está fazendo de errado. Numa vaia o povo põe para fora em forma de um coral o seu descontentamento ao seu chefe, mas não se utiliza de palavras chulas geralmente são gritos.

Contudo, há muitas outras formas da sociedade cobrar dos governantes que administrem corretamente o dinheiro público.  Entretanto, quando uma vaia é organizada simplesmente por uma elite conservadora para defender claramente uma ideologia politica aí sim, esta vaia tem a mera intenção de ofender um ser humano não importando a função que exerça. A vaia em si perde seu sentido reivindicatório e passa a ser muito mais destrutiva do que construtiva. Ela aniquila o lado de alertar, mostrar as insatisfações  e cobrar que se concerte o que está errado. Ela passa a ser um canal direto para ofender pessoalmente uma pessoa e não o cargo que ele exerce. Seja o sindico do condomínio onde habitamos, o nosso patrão do trabalho, as autoridades governamentais do país. Imperativo distinguir as duas coisas: vaiar a pessoa como cidadão é uma coisa e vaiar a má administração deste cidadão que recebeu uma procuração pública através do nosso voto são situações totalmente diferentes. Como a vaia sempre existiu e existirá entre os humanos, ninguém pode está imune a uma vaia e da mesma forma não é proibido vaiar. Agora uma vaia que tem a função de hostilizar meramente com palavras reles a qualquer ser humano é condenável.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.