Pular para o conteúdo principal

O papa foi sensível aos problemas sociais do Brasil.


http://www.analiseagora.com/
As manifestações que abalaram o Brasil
O Papa Francisco encorajou os jovens a lutarem contra a corrupção. Realmente o Brasil é uma nação plena em acontecimentos que contagia o mundo e também de acordos solenizados ao povo, mas não efetivados. Isto em todos os setores que compõe a sociedade brasileira. Por serem múltiplos, apenas quero analisar alguns aspectos sociais, filtrados a partir dos últimos acontecimentos sociais no campo político, esportivo e por que não o religioso. Pois, este evento da JMJ pode ter duas funções básicas para o momento em que está passando o país. O de apaziguador construindo certa sensação de paz dissimulada. Pelo contrário o papa foi surpreendente e aplicou uma verdadeira injeção de ânimo estimulando, convidando a todos não permanecer no conformismo estar sendo um momento especial de encorajamento para edificar uma paz real e verdadeira em nosso país
Nos últimos meses o nosso país foi abalado do Oiapoque ao Chuí. Dos vilarejos as grandes regiões metropolitanas e enfaticamente as grandes cidades e capitais brasileiras. Os povos foram às ruas, clamar e exigir um país melhor. É o povo este “gingante nacional” tinha despertado de uma inércia e sono em “berço esplendido”, neste período de mais de vinte anos, para uma agitação que estremeceu as bases governamentais; exigindo o fim da corrupção e o desperdício do dinheiro público pelos nossos políticos. Cobrança de uma reforma política que tudo indica vai de volta para os arquivos mortos dos nossos legisladores, servir de alimento para as traças, criação ácaros, mofos, etc. Apesar disso, os nossos políticos terem levado, um tremendo susto da nação brasileira. Assim mesmo, não ouviram os gritos dos eleitores nas ruas e permaneceram indiferentes ao clamor do povo. Contudo, várias “PECs” (Projeto de Emenda Constitucional) que são projetos de lei de extrema importância para a sociedade foram fugazmente desengavetadas, mas automaticamente durante o cochilo do “gigante” estão sendo engavetados os velhos projetos de leis, num piscar de olhos.  Tudo indica que se o povo não voltar às ruas outras vezes para fazerem as grandes manifestações: organizadas, selecionadas, pacíficas, ordeiras e com objetivos claros. Todos os esforços anteriores e anseios do povo por um país sem esbanjamentos e deboches dos bens públicos e sem corrupção podem cair no esquecimento e logo vamos todos permanecermos numa paz velada.


                                                 Fiéis lotam as ruas do RJ na chegada do papa  JMJ.



O governo está fazendo um esforço colossal para passar uma mensagem e imagem de que no Brasil está tudo bem, sem problemas! O povo pode cair nesta falácia e assimilar que tudo está mesmo uma maravilha, devemos e podemos continuar assim, nesta falsa paz, mesmo estando à corrupção presente em todos os setores do governo em todas as esferas governamentais. Levando o dinheiro público para a vala abjeta que matem o sistema corruptível neste país.  O desperdício do dinheiro e dos bens públicos sendo usufruídos sem controle e de uma forma dissoluta pelos nossos representantes dos poderes legislativos e executivos deste Brasil continental.
Somos um povo contente de fachada, ora!  Ganhamos a copa das confederações, tudo resolvido! Para que se estressar, lutar, se organizar, fazer manifestações, lotar as ruas, não tem mais sentido! O governo ama e faz questão que o povo pense assim! Todos os problemas foram resolvidos. Não temos mais problemas em relação: a saúde, habitação, salários, inadimplência, inflação, educação. E no transporte foram solucionadas todas as mazelas; apenas reduziram as tarifas nos valores de R$ 0,20 centavos. Parece que os governantes deste país “lavaram as mãos” diante dos gigantescos problemas sociais que enfrentam o nosso povo e sem previsão de soluções seja: em curto, médio e em longo prazo.
  
O título da FIFA foi o suficiente para acalmar os ânimos do povo. A velha tática dos antigos romanos “pão e circo” é o suficiente para atenuar a agitação da turba revoltada por mudanças sociais.
Para fazer despertar deste cochilo do “gigante” denominada nação brasileira; recebemos a visita do sumo pontífice da Igreja Católica e o Papa Francisco bateu o sino para acordar essa multidão gingante a juventude, que está começando a adormecer.  O papa surpreendeu em sua homilia de cunho social e exortou: “que os jovens não desistam de lutar contra a corrupção”.  “Vocês queridos jovens, possuem uma sensibilidade especial frente às injustiças, mas muitas vezes se desiludem com notícias que falam de corrupção, com pessoas que, em vez de buscar o bem comum, procuram o seu próprio benefício. Também para vocês e para todas as pessoas repito: nunca desanimem, não percam a confiança, não deixem que se apague a esperança. A realidade pode mudar, o homem pode mudar. Procurem serem vocês os primeiros a praticar o bem, a não se acostumarem ao mal, mas a vencê-lo. ” (25/07/2013- favela da varginha-RJ).

http://www.analiseagora.com/
A realidade pode mudar, o homem pode mudar. 
O papa ratificou para todos os brasileiros que os problemas sociais do país não terminaram. Os nossos jovens estes nobres agentes da paz verdadeira, possam sair desta jornada mundial da juventude; encorajados pelo papa, mais os intercâmbios dos jovens do mundo inteiro. Apelar que todos voltem a sua comunidade; encarregando-os de uma missão especial de: despertar o povo a voltarem às ruas para cobrarem mudanças estruturais; que venham promoverem um país descente; fundamentado na paz e na equidade social. Caso o papa fosse insensível aos clamores da sociedade esta jornada teria sido inócua do ponto de vista social.



http://www.analiseagora.com/

"não deixem que se apague a esperança"




Portanto, agora é chegado o momento de despertar do cochilo e voltar urgentemente ocupar as ruas deste Brasil de ponta a ponta em grandes manifestações pacificas e mostrar que o povo não está contente as exigências das ruas não foram levadas a sério pelo governo. O nosso governante de todas as esferas deste país está sendo indiferente aos clamores do povo. O mínimo do mínimo foi feito e a população quer ser respeitada e atendida em suas reivindicações sociais e justas. Agora é o momento de ação: a “soneca” terminou, ganhamos a copa das confederações, a jornada mundial da juventude teve seu bom êxito, a visita do também terminou. Entretanto o povo perdeu muito com este cochilo. Podemos perceber a grande insatisfação da sociedade brasileira em relação ao governo da Presidente Dilma Rousseff, sua popularidade vem despencando a cada semana de acordo com os institutos de pesquisas.  É hora para recuperar o tempo perdido, é indispensável que todos voltem outra vez às ruas a exigir dos nos governantes que cumpram suas tarefas de construir um novo país, começando atendendo ao povo, aprovando o grande pacote de reformas políticas e outras leis que venham eliminar o desperdício e a corrupção do Brasil.
                                             


                                          


                                                                     





                                              


Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.