Pular para o conteúdo principal

A honestidade um atributo humano que vem de berço.

http://www.analiseagora.com/
O teste de honestidade  do homem é passar diante do cofre e deixar intacto.
O homem ser dotado de inúmeros atributos entre tantos a honestidade, quando vem de berço o faz constituir de nobreza impar e transparência. Suscitar o legado em sua consciência para viver na paz incondicional se é que existe! Todos os humanos   cultivadores desta característica continuamente em sua vida, sempre terão uma serenidade interior que não tem preço, durante toda a existência. A palavra honestidade deriva do Latim: "honestitas" da raiz "honor" ou "honos” se traduz para honra. Analisando melhor pode-se perceber os termos do latim são sinônimos de honradez, decoro probidade, integridade retidão e etc. Como todas as palavras de origem da antiga língua latina tem um extenso sentido de compreensão, da mesma forma a palavra honestidade, vem carregada de amplas definições para compreender todas as virtudes de uma existência regrada na retidão de caráter. É um exercício diário de todos os humanos para não se corromper nem com as mínimas e nem com as máximas coisas ou atividades confiadas para administrar de maneira honesta.


A arte da honestidade brota a partir da educação de berço e se expande durante a vida inteira até sua finitude. A mesma existência será pautada por este Norte que o levará a prática da integridade e da índole correta, diante de qualquer situação ou responsabilidade que estejam sob os seus cuidados. Não importa a condição das circunstancias e o tamanho dos compromissos que apareceram em seu caminho. O indivíduo honesto administrará qualquer missão nos princípios da justiça da ética e da moral.
Quando se fala em ética e moral a impressão que permanece, é que estes dois vocábulos caíram na banalização tornando-se uma espécie dos estereótipos sem sentido. Categoricamente muitos nem sabem definir corretamente de fato o que cada um dos vocábulos significa e desconhecem o peso que cada um contém.

A ética é uma questão de abrangência social, que rege o comportamento normal das pessoas em sociedade. Todos agem no anonimato de acordo com a liberação e supervisão do ego, id e superego, que censura os atos dos humanos. Tudo é igual para todos dentro de uma determinada cultura. Tem certo peso assumido pela coletividade, ninguém assume nada o coletivo sim assume as consequências dos atos.
A moral tem um peso maior e regula os costumes e valores pessoais, de natureza morais. No entanto, ela atua no campo pessoal arraigado nos costumes e valores da própria consciência e por isso mesmo, todos devem assumir seus atos de uma forma pessoal e independente. A consciência é quem faz a pessoa tomar suas decisões usando o seu livre arbítrio. Aqui dependo da educação que herdou de berço que decidirá para qual caminho trilhar o da honestidade ou da desonestidade.

Como todos humanos são complexos mediante a sua própria natureza. E na condição de muitos terem convivido ou vive em ambiente onde impera a prática da honestidade, geralmente agem com honestidade. Entretanto, depois de certa mudança de ambiente e a convivência junto a novas e más companhias de caráter duvidosas, estes seres humanos, tem grandes possibilidades para poderem mudarem de comportamentos e entrarem no ramo da desonestidade. As más companhias podem delinear o agir de muitas pessoas. Contudo, existem casos em muitas pessoas   não se deixam levarem pelos conselhos e influências das outras pessoas por quer foi construído uma personalidade inabalável no lar. Ainda que ande em caminhos tortuosos junto há varias amizades ambíguas não permitirá ser desviados de sua boa índole.
No entanto, estes desvios de comportamentos tem todas as probabilidades de haver mudanças na conduta. Isto por quer as pessoas passam a conviverem em mundos opostos. E juntos as pessoas de mau caráter pode sim, seguir os maus exemplos e partirem para um caminho onde ser desonesto é normal.

Neste momento se pode dar início ao nascimento na consciência da corrupção de todos os tipos como se fosse tudo natural e inconsequente. Isto pode acontecer nas coisas mais simples de pequeno valor até alcançar o patamar das coisas de grandes valores que não lhe pertence. É nesta linha que muita gente entra no mundo podre da corrupção seja a nível público ou privado. Não são só os políticos que são corruptos, desonestos, qualquer cidadão se não voltar à educação de origem e manter como bússola de seu comportamento em sociedade pode na maior facilidade entrar para o mundo da corrupção, do crime, e da desonestidade sem o peso inquietante de consciência. 

http://www.analiseagora.com/
O cadeado simboliza segurança e quem é honesto anda em segurança.

Pessoas assim, vão dormir como se nada de grave tivesse cometido. Que é um tremendo engano para si mesmo. Um simples exemplo de desonestidade é quando alguém encontra algum dinheiro na rua, de outra pessoa, que certamente outro por descuido perdeu. O desonesto mesmo sabendo que o legítimo dono está à procura não o devolve. O homem honesto faz o contrário encontrando qualquer valor procura as autoridades e devolve tal valor para que as autoridades competentes anunciem que existe tal valor em seu poder, precisa ser devolvido ao verdadeiro dono. Há muitos casos de gente simples e honesta que encontraram pequenos e grandes valores de turistas e fizeram este procedimento louvável.  No Brasil onde a corrupção impera principalmente no meio político, há pessoas que não se deixam contaminar por esta chaga abjeta da corrupção. Realmente   fazem o melhor, por que cultivam o atributo da honestidade seja em pequenos e grandes valores. E em outras situações a voz da honestidade deve ecoar estridente contra qualquer ação da corrupção.


Por tanto, a honestidade necessariamente precisa está presente em todos os nossos atos. Quando respeitamos a nossa vez para ser atendidos em qualquer lugar e não “furamos” as gigantescas filas, deixando o semelhante para traz, que tem todos os direitos iguais. Quando desrespeitamos os lugares destinados aos deficientes, seja nos estacionamentos ou nos assentos dos transportes coletivos. Os cidadãos podem ser desonestos ou não! Vai depender da sua boa intenção no que faz e deixa de fazer. O estigma da corrupção já impregnado na classe política, mas muitas vezes somos desonestos e corruptos tanto qual, esta classe, que ao longo dos anos de suas ações execráveis fizeram por onde merecer este título abominável de corruptos. Contudo, a honestidade deve permear e imperar em todas as ações humanas, durante toda a existência. E toadas as pessoas precisam ser continuamente vigilantes para não cair para o outro lado, o lado da improbidade e da decomposição ética e moral.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…