Pular para o conteúdo principal

Natal da cristandade descaracterizado.


HOJE É NOITE DE NATAL A  FESTA DA CRISTANDADE.
http://www.analiseagora.com/
A manjedoura o lugar onde o Filho de Deus nasceu para nos salvar.

O natal uma das datas religiosas mais conhecidas da cristandade, onde celebramos o nascimento de Cristo numa estrebaria em uma manjedoura. A palavra natal deriva do latim: “nātālis” que traduzindo literalmente para o português significa nascimento, mas hoje é conhecido como natividade. Nascimento do menino Jesus, que segundo o cristianismo Deus se fez homem para nos salvar do pecado e da morte eterna. Jesus nasceu criança em uma manjedoura, cresceu e viveu como todos os homens. Experimentou de todos os sentimentos e dores que os homens sofreram; porém com um atributo diferente de todos os homens; nasceu sem pecado e jamais o conheceu. Viveu exclusivamente para colocar em prática o plano de salvação de Deus a toda humanidade. Nasceu e viveu pobre, foi perseguido, devido o santo plano de seu Pai e foi assassinado humilhantemente numa das piores mortes da época, por crucificação em amor a cada um de nós.

Natal é nascimento, vida nova, salvação por meio de Jesus. Deus feito homem. Que morreu humanamente e ressuscitou cheio de gloria. A sua Ressurreição é sinal de vida eterna e a derrota do pecado.  Este é de fato que define o grande sentido do natal para a cristandade, quem crer que a nossa vida neste mundo é apenas um breve período tempo, tendo em vista uma vida eterna através da salvação em Cristo. O natal deve ser este tempo de reflexão, de perdão, de alegria por ter nascido, Messias, o redentor. Tempo de mudança pessoal, de confraternização, de boas notícias boas novas da salvação.  Infelizmente este sentido natalino vem sendo descaracterizado a cada ano, a cada geração.

Muitos nem sabem o verdadeiro sentido do natal e confundem natal com presentes, festas, banquetes típicos, regados a bebidas alcoólicas. A maioria transforma o natal em verdadeiro comercio. Em um momento de grande estresse para muitos devido o corre-corre para os shoppings, lojas e supermercados para garantir o melhor presente e a ceia natalina como manda a tradição. Há situações de violência no transito por motivos fúteis, uns querem chegar primeiro e faz do carro um avião e assim acontecem os acidentes fatais. O próprio comercio instiga há todos os segundos, com propagandas em todos os meios de comunicação fazendo um profundo apelo ao consumismo natalino. Compre isso, aquilo, use e abusem seus cartões de créditos. Parcelam em prestações a perder de vista, mesmo que as pessoas estejam naufragadas em dívidas, elas compram o que não podem pagar, simplesmente para atender as solicitações consumistas nesta época do ano. O natal no Brasil é uma das datas mais esperadas pelos lojistas, e eles projetam enormes percentuais de lucros em relação ao natal passado.
http://www.analiseagora.com/
Cinquenta Reais,dinheiro  brasileiro

Geralmente o verdadeiro sentido natalino que é a boa nova de salvação, um momento especial, para pensar e refletir sobre a espiritualidade do belíssimo plano de Deus para resgatar a humanidade da morte eterna do pecado, é totalmente esvaziado com a ganância avarenta dos comerciantes. Porém, esta celebração da cristandade vem se perdendo e confundindo-se, com lindas decorações, dando destaque para o comercio e personagens lendários do natal, deixando o natal como se fosse uma verdadeira festa vazia desta consciência cristã de salvação.


Por tanto, o natal dos últimos tempos está sendo uma festa comercial, cheia de luzes e lindas fachadas decorativas e recheadas de merchandising, com forte apelo onde reina o lucro desenfreado. A espiritualidade cristã, e totalmente abdicada por outros atrativos que não tem nada a ver com a proposta de salvação. Então está na hora de pensar se pessoalmente estou transformado esta celebração cristã em um momento de crescimento espiritual ou estou banalizando comercialmente e fazendo glamorosas festas e trocas de presentes que atendem os apelos consumistas e zero em humanização e crescimento espiritual.  Sobre tudo desejo a todos um feliz e abençoado NATAL.



                                               Adeste Fideles! You Tube

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

Indiferença é este sentimento negativo presente nas relações humanas.

Este sentimento ruim, a indiferença está presente na vida e setores sociais. A indiferença é um dos sentimentos humanos extremamente impresumível inerte em sua índole humana. Todavia, quando é despertada provoca indignação à pessoa alvejada. Este sentimento negativo pode estar infiltrado em inúmeras circunstancias da vida. O mais preocupante é a insensibilidade neste mundo individualista; mesmo diante de muitas amizades virtuais vazias e geladas de sentimentos. Podem-se perceber nas relações familiares em gerais e entre amigos. 
No plano social, há muitas situações onde as pessoas reagem plenamente indiferentes, em relação aos semelhantes nas situações de fragilidade e incapacidade. São característicos dos homens reagirem indiferentemente frente aos problemas de outrem. No âmbito governamental, o sentimento de indiferença é visível e constante por parte das autoridades que se comportam em total indiferença frente aos problemas sociais do povo. Também este sentimento é muito presente ent…

Quando a ganância vem ofuscar a razão.

Quando a razão é ofuscada pela ganância do ter, o homem caminha para autodestruição do ser.A ganância um dos sentimentos inatos dos homens carregados de muitas perversidades próprias de sua natureza pecaminosa e insaciável para querer tudo que os sentidos percebem. Averiguada, desde o início da humanidade até os dias de hoje, tem causado muitas dores e sofrimentos ao ganancioso e a sociedade. Na atualidade surge com mais intensidade e métodos extremamente nefandos para conseguir os desejos materiais impossíveis, muito dinheiro e poder sem limites. O brilho das moedas recebidas de maneira fraudulenta vem ofuscar a razão deixando a entorpecida para qualquer tentativa de chamar a reflexão, a sanidade humana, fundamentada nos valores éticos e morais.