sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Tatu-bola mascote em extinção

Este texto fala sobre o mascote da copa de 2014. O Brasil país anfitrião da copa de 2014 tem uma meta bem definida e real. Os organizadores souberam explorar bem esta ideia a serviço do meio ambiente. Escolheram o animal tatu-bola como símbolo oficial da copa do mundo. Esta preferência por esta espécie foi bem pensada tendo como mote o que foi discutido neste ano, com o mundo no RIO+20 a bio diversidade.  O tatu-bola é um animal que está presente em alguns Estados do Nordeste e do cerrado brasileiro.
tatu bola brasileiro

Em tempos de copa do mundo cada país sede cria sua própria mascote para traduzir a realidade fiel da nação, seja de uma forma cômica para denunciar uma conjuntura ou até mesmo reivindicar um fato. No caso do Brasil país anfitrião da copa de 2014 tem uma meta bem definida e real. Os organizadores souberam explorar bem esta ideia a serviço do meio ambiente. Escolheram o animal tatu-bola como símbolo oficial da copa do mundo. Esta preferência por esta espécie foi bem pensada tendo como mote o que foi discutido neste ano, com o mundo no RIO+20 a bio diversidade.  O tatu-bola é um animal que está presente em alguns Estados do Nordeste e do cerrado brasileiro. O mais conhecido pela população é o chamado “tatu-bola da caatinga, uma referencia um tipo de vegetação nordestina brasileira, mas do ponto de vista cientifico ele é conhecido na zoologia como da espécie: Tolypeutes Tricinctus e chega a medir 30 cm a 50 cm de comprimento pesando a 1, 2 quilo. Sua alimentação preferida é composta de gostosos formigueiros e cupins” (fonte: livro vermelho da fauna brasileira ameaçada, MEC).


Por isso escolheram o animal tatu- bola, como símbolo de luta pela preservação desta espécie ameaçada de extinção do seu habitat. É o esporte auxiliando a natureza, neste nobre ofício de uma forma transparente colocando o meio ambiente como linha de frente utilizando algo do nosso ecossistema como ícone de debate entre as nações. A copa de 2014 já estar servindo indiretamente como um grane canal admirável nesta discussão atual em prol da natureza.  É o futebol entrando com força total, numa extraordinária dimensão na luta pelos animais ameaçados de destruição na fauna nacional. O mundo vai agora através do ritmo do futebol em especial a copa de 2014, conhecer melhor este animal bem parecido como uma bola. Ele tem o seu ritmo próprio promovendo sua defesa, do seu jeito impar para se proteger dos predadores e continuar vivendo e multiplicando com mais segurança no seu meio ambiente específico. Este bioma que permanece no esquecimento agora tem esta excelente oportunidade para despertar uma ampla atenção da comunidade cientifica e ambientalistas, para uma ampla campanha internacional em favor preservação da espécie. Através deste monumental evento da copa do mundo no Brasil, este animal será a grande estrela do evento.  Todos os turistas que vierem assistir os jogos, certamente irão levar uma réplica da mascote e vai despertar um interesse para estudar e conhecer melhor o nosso tatu- bola.


Portanto, de alguma forma o tatu-bola, estará presente na mídia e com isso os ambientalistas brasileiros e do mundo, terão a maior oportunidade para uma ampla divulgação e reivindicar soluções dos governantes soluções urgentes e eficazes para essa questão séria em que está vivendo esta espécie de tutu-bola em nosso Brasil. A copa do mundo de 2014, além de alegrar a população com a modalidade esportiva mais popular do mundo, o futebol. Vai também deixar alguns marcos importantes no país, entre tantos, o meio ambiente não vai passar despercebido, a mascote do tatu- bola entrou em cena pedindo socorro ao planeta. Esta escolha não é mera coincidência, o animal por possuir um formato de bola quando luta para sobreviver, nos deixa transparecer um bom indicativo de vitória. Pois a bola logo tem tudo haver com o país do futebol. É um magnânimo incentivo para que ritmo da sustentabilidade do nosso ecossistema estimule nossos atletas, despertem a consciência ecológica e vislumbrem o caminho de mais uma conquista brasileira ao hexacampeonato mundial embalado por todos os sons e ritmos mundiais inclusive do nosso ilustre, atualmente não mais desconhecido tatu- bola.