Pular para o conteúdo principal

Abuso a menores um crime hediondo.

UMA VERGONHA QUE DEVE SER BANIDA DA SOCIEDADE
Entre tantos males que afetam o nosso país, o abuso sexual a menores, ainda é uma vergonha que tem ser banido enérgica e urgentemente da nossa sociedade. Não adianta querer tapar o sol com a peneira, ou fazer "ouvidos de mercador", ou querer passar panos quentes diante de um problema tão grave. Absurdamente ocorrem em diversos setores da nossa sociedade. Esta ignomínia não é uma característica predisposta à exclusividade, das grandes metrópoles. Este problema hediondo existe nas grandes, médias, pequenas, cidades, em lugarejos, bairros, vilas, ruas, ambientes de trabalho e infelizmente dentro das próprias casas com familiares mais próximos, acima de qualquer suspeita.
por quer pessoas fazem isso com inocentes ??

Entre tantos males que afetam o nosso país, o abuso sexual a menores, ainda é uma vergonha que tem ser banido enérgica e urgentemente da nossa sociedade. Não adianta querer tapar o sol com a peneira, ou fazer "ouvidos de mercador", ou querer passar panos quentes diante de um problema tão grave. Absurdamente ocorrem em diversos lares e setores da nossa sociedade. Esta ignomínia não é uma característica predisposta à exclusividade, das grandes metrópoles. Este problema hediondo existe nas grandes, médias, pequenas, cidades, em lugarejos, bairros, vilas, ruas, ambientes de trabalho e infelizmente dentro das próprias casas com familiares mais próximos, acima de qualquer suspeita.

Mesmo o nosso país tendo um estatuto que protegem as nossas crianças, jovens e adolescentes, há pessoas de uma índole doentia, que não, respeitam uma lei protetora de pessoas indefesas. Um menor quando abusado sexualmente na fase mais tenra de sua existência, ficam cravadas marcas irreversíveis em sua personalidade que vão perseguir negativamente até o fim de suas vidas. As sequelas incuráveis ficam transparentes nas reações de seu comportamento desequilibrado juntos com seus colegas, que as identificam como desequilibradas e problemáticas e antissociais.

Aqui, se inicia um penoso processo doloroso de discriminação entre os colegas menores. É uma situação extrema de dor, quando se percebe está no isolamento, sendo excluído do circulo de amizade nesta faixa-etária da vida. Quem foi, é ou está sendo, abusado em situação nefasta, neste período da vida sofre amargamente, porque só a vitima sabe o porquê deste sofrimento e mais ninguém. No seu íntimo do seu próprio ser, certamente deve está sangrando, suas vísceras sentimentais, estão sendo diluída a base de dor como se fossem em doses homeopáticas. Neste momento entram a função zelosa, dos que convivem diretamente com crianças, jovens e adolescentes.

Os educadores que convivem uma grande parcela de tempo com essa frágil turminha, e muitos deles são sensíveis e hábeis em perceber quando um desses tem reações anormais em comparação com outros da mesma faixa de idade. Na grande maioria das vezes os mestres são os primeiros a diagnosticar quando algum da turma ou da escola apresenta sinais de pedidos de socorro que estão presos em seus coraçãozinhos, dilacerados pelo medo, de não poder contar nada. Em uma simples brincadeira deixa escapar que não estão bem.  Até mesmo em uma espontânea conversa desabafam a dor, expelem inconscientemente os sofrimentos que carregam, por muito ou pouco tempo, dependem dos casos. O educador tem este papel imprescindível nestes casos. São verdadeiros anjos da guarda, para muitas crianças, jovens e adolescentes, que estão sofrendo ou já sofreram com algum tipo de abuso. Os professores são os primeiros a interromper e denunciar casos recentes ou antigos. Praticados por certos tipos pessoas, mal intencionadas, que ferem a inocência dessa meiga turminha.

Indivíduos com este caráter perverso devem ser denunciados, as autoridades competentes para tomarem as providenciam cabível, que deverão ser julgados em categoria de urgência, para serem condenados, com todo o mais severo rigor da lei que resguarda estes inocentes.
Os pais devem estar atentíssimos a todo tipo de comportamento estranho, fora do habitual, de suas proles. Os progenitores muitas vezes devido à própria correria do dai-a- dia, e o estresse do trabalho e agitação da sociedade moderna, demoram a notar algo de errado com seus amados e pequenos filhos. Ainda assim, quando desconfiam de algum tipo de sofrimento não ficam inertes, fazem uma gigante operação para salvar seus tesouros preciosos de suas vidas do perigo e do sofrimento. E procurar ajuda junto às autoridades para colocar estas pessoas nefandas fora de circulação da sociedade. Por isso, os pais devem estar vigilantes as companhias, as amizades, os lugares que seus filhos frequentam.

http://www.analiseagora.com/
O cadeado simboliza a proteção as crianças e adolescentes

Geralmente as companhias de amigos desconhecidos da família, são verdadeiras iscas que levam ao abismo, para uma atrocidade a inocência, a qual quer menor, necessitados de orientações. Hoje em nossa sociedade existem vários lugares impróprios para nossos jovens e adolescentes frequentarem. Por isso, a atenção dos pais deve ser redobrada em vista dos riscos que estão submetidos seus filhos a ambientes proibidos a menores. Se alguém perceber a presença de menores a lugares inapropriados, não devem deixar ficar assim. Não seja conivente, com o perigo dos nossos jovens e adolescentes, comunique urgente aos seus responsáveis, ou autoridades dos conselhos tutelares de sua cidade.

Outro perigo eminente que convive dentro das nossas casas, é sem sombra de dúvidas, a INTERNET. A família em comum deve agir de maneira coesa e muito atenta, para identificar quais as amizades seus filhos estão tendo e se relacionando nas redes sociais. Os pais devem ter o controle total. Ter horários fixados, senhas das contas em suas mãos. Acompanhar junto nos chats para conhecer as pessoas e amiguinhos, o tipo de conversas, amigos, bate papos. Como e com quem seus filhos estão tendo amizades. Os pais têm todo o direito de observar os perfis dos amigos de seus filhos, não é de forma alguma invasão de privacidade. É um dever dos pais saberem com quem seus filhos estão se relacionando e em que sites estão olhando. O computador deve ficar sempre em locais abertos, de preferência na sala, onde todos os membros da família possam observar. Jamais deixar crianças, jovens e adolescentes com computadores, notebook, sozinhos, no quarto fechados. Seria uma imprudência total. Instalar nas máquinas softwares que ajudam proteger e fazer uma navegação segura. É fato que na internet há muitas pessoas perigosas que se apresentam como bonzinhos, amiguinhos, mas que na real são verdadeiros psicopatas e criminosos que atuam livremente, aliciando, crianças, jovens e adolescentes. Por tanto, muito cuidado.

Existem muitos relatos de casos onde o abusador morar com o abusado. É uma situação de puro horror, mas tristemente, isso ocorre entre as famílias: parentes próximos, até mesmo caso entre padrastos, tios, primos, pai, são casos hediondos que acontecem em muitos lares. Todos os dias saem nos jornais noticias decadentes relacionadas a esse tipo de crime aterrorizante.  E o mais abjeto é quando isto ocorre sob a cumplicidade de algum membro familiar. Sobre a condição de ameaças e até de chantagens do criminoso. Portanto este problema do abuso de menores é um crime que aconteceu, acontece e sempre pode acontecer com os mais frágeis do mundo e do Brasil.


Todos nós temos que está muito atentos e zelosos com os nossos pequeninos de toda a sociedade. Eles têm o direito de crescerem saudáveis e serenos, poder, andar, brincar, sorrir, jogar bola, as meninas brincarem com suas bonecas e outras coisas de sua idade. Há leis que as protegem, tem ONG's que também cuidam e defende essa querida gentinha, tem os educadores, com seus olhos clínicos e os pais com uma missão de provedor e defensor dos seus queridos filhos. Todas as crianças, jovens e adolescentes, têm esse direito sagrado de serem e crescerem felizes. Sob qualquer pretexto, seja quem for não pode, não deve, não tem nenhum direito de cortar, interromper a paz e a felicidade, dos afáveis e indefesos pequenos. Eles são a esperança de uma geração melhor, feliz. Portanto, todo o cuidado, a atenção parece ser insuficiente, eles merecem sempre mais.

Comentários

  1. Belo Artigo tio Ficou Maravilhoso!!! Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Belo Artigo Tio, ficou Maravilhoso! Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belo Artigo Tio, ficou Maravilhoso! Parabéns

      Excluir

Postar um comentário

Por gentileza deixe seu comentário é muito importante.

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…