Pular para o conteúdo principal

A dramática política salarial do RS uma guerra sem fim.

http://www.analiseagora.com/
Professores contam moedas para sobreviver dramaticamente.
Mais uma vez a história se repete. Entra governo e sai governo, tudo fica na mesma ou piora ainda mais a situação das pessoas, permanece mais terrível do que era antes. Quem assume uma nova gestão, não cumpre com as propostas de campanha para chegar ao poder. Todos os juramentos caem no esquecimento intencional e deixando os trabalhadores em educação morrendo à míngua.
O nosso governo encontra uma lista infinita de desculpas para justificar o não cumprimento do que já é lei, isto é, o piso nacional do magistério. E se não bastasse isso; governo faz e manda projeto de lei de reajuste salarial bem fora da realidade, em que se encontra a categoria.
 Em estado gradativo de falecimento. Por não poder prover as coisas mais básicas de sua vida como alimentação, moradia, plano de saúde, dignas que os auxiliam como trabalhadores em educação, que faz jus ao seu salário, equitativo, para trabalhar com excelência.
 É simples mente uma situação precária, percorrendo num ritmo veloz caindo num abismo de miséria total.
Estamos calejados, de nós funcionários públicos e em especial os educadores, ao longo dos anos sermos iludidos por todos aqueles que detêm o poder sobre nós.

http://www.analiseagora.com/
Cédula de 2 reais brasileiros representa o ínfimo salário do professor


Portanto companheiros educadores (a) agora é o momento de unirmos forças e batalhar pela sobrevivência e principalmente para termos garantidos nossos direitos e sermos respeitados em primeiro lugar como ser humano e em segundo como trabalhadores que tem uma nobre missão de ajudar a promover a cidadania dos nossos estudantes.


Chegou o momento de promover granes debates sobre este tema polêmico e ao mesmo temo organizar as manifestações em todos os Estado do RS. Começando nas escolas, tomando as ruas, até chegar à assembleia geral da categoria. Com soberania e democracia para defender a nossa dignidade como trabalhadores em educação. Educação que é a mola propulsora, que impulsiona o desenvolvimento, em todos os prismas de uma nação civilizada e desenvolvida.  

Postagens mais visitadas deste blog

O abc da mãe e suas qualidades.

As mães e suas qualidades no seu abc. As mães quantas qualidades elas possuem, desenvolvem e as colocam em prática, diariamente, vinte e quatro horas; durante uma vida inteira em prol dos seus filhos. Entretanto, dificilmente os filhos percebem e reconhece está árdua luta das mães e são gratos a elas.  Observem neste singelo texto, quanto as progenitoras fazem para seus filhos.
Estes dons surgem desde quando ela engravida pela primeira vez dão à luz seus filhos (as). Elas no cotidiano colocam em prática através de sua consciência maternal todas suas qualidades de mães para a proteção, provisão e educação dos filhos. O mais estranho e ingrato é que poucos filhos reconhecem a importância da sua mãe enquanto estão juntos. Muitos somente irão reconhecer e se lamentarem a sua real importância quando elas morrem.

A quinta sinfonia de Beethoven.

Beethoven e a quinta sinfonia.Beethoven compôs suas obras musicais eruditas na liberdade quebrando velhos paradigmas. O grande gênio da música clássica erudita Ludwig van Beethoven alemão nascido na cidade de Bonn em 1770 e faleceu em 1827 aos 56 em Viena. Um dos grandes compositores do estilo musical erudito, onde no conjunto de sua obra impera a liberdade, ele escrevia suas composições, suas obras quebrando velhos paradigmas da música clássica abrindo novos horizontes para a música erudita.

Você já rotulou alguém de burro?

Esta atitude é preconceituosa, machuca o sentimento de outrem, pare com isso.
Quando alguém utiliza este vocábulo burro para qualificar outrem, somente vem comprovar como muitas pessoas tem uma mentalidade maldosa, preconceituosa e intolerante em relação aos seus semelhantes. É inaceitável como é usado no Brasil o termo “burro” entre as pessoas. Muitos usam de maneira intencional para ofender covardemente os seus semelhantes.  Alguns humanos a utilizam de maneira maldosa, preconceituosa e ofensiva. Isso vem ocorrendo desde o início da colonização até os dias atuais.  Esta expressão preconceituosa já feriu e continua ferindo o sentimento de muita gente. Atualmente o preconceito vem sendo praticado de maneira escancarada, e com muito mais força, do que em outras épocas. A hostilidade entre as pessoas sempre existiu de forma velada no país, mas agora está passando dos limites nas redes sociais. Provavelmente em certos momentos da vida, alguém já o chamou de “burro”, na pura intenção de ofe…